Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Fevereiro 24 2018

 

Manteigueira

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 21 2018

 

O Ecomuseu de Barroso, no seu núcleo da Casa do Capitão, em Salto, concelho de Montalegre, apresenta a partir do próximo sábado, dia 24 de Fevereiro de 2018, uma exposição, com entrada gratuita, intitulada "A Loiça de Sacavém em Barroso".

 

Constituída a partir da colecção particular de Elisabete Machado, esta exposição, organizada pela Câmara Municipal de Montalegre e pelo Ecomuseu de Barroso, com o apoio da Associação de Amigos da Loiça de Sacavém e do Museu de Cerâmica de Sacavém, será inaugurada às 15 horas com um recital musical, intitulado “Contemplação”, interpretado pela soprano Sónia Alcobaça e pelo maestro Nuno Margarido Lopes, ao piano.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 18 2018

 

Duas jarras em faiança produzidas na fábrica Arfai, em Alcobaça.

 

Tal como acontece com outras peças da Arfai já aqui apresentadas, que a empresa faz questão de sublinhar não serem exemplares comercializados por si, a primeira jarra, com cerca de 20,8 cm. de altura, apenas apresenta uma etiqueta de papel, obviamente ostentando referências relativas à catalogação interna de produção.

 

Note-se, contudo, como a legendagem não se encontra em Português e como são também atribuídos créditos criativos à IGM. A segunda jarra, reproduzida em baixo e com cerca de 30,4 cm. de altura, não apresenta qualquer marca ou etiqueta.

 

 

Estas duas peças ilustram a pluralidade de revestimentos e vidrados que, em conjunto com os seus inúmeros formatos, caracterizam a excelente produção da Arfai.

 

Ilustram, ainda, o craquelé natural que esta faiança, submetida a tão diversificados e múltiplos revestimentos, desenvolve algo prematuramente em consequência das diferentes contracções e expansões, assíncronas, das pastas e dos vidrados. 

 

Como já foi referido, pode-se consultar o site da empresa aqui: http://www.arfaiceramics.com/index.php.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 14 2018

 

Termina na próxima segunda-feira, dia 19 de Fevereiro, o prazo para as inscrições, gratuitas, na conferência sobre a obra de Jorge Colaço, a realizar no Museu de Cerâmica de Sacavém, durante a manhã e a tarde do dia 26 de Fevereiro de 2018.

 

Veja-se a lista de oradores convidados aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/conferencia-sobre-jorge-colaco-397558.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 10 2018

 

Azulejo da fábrica da Corticeira, Porto, ostentando a legenda "A MULHER QUANDO SE METE / A FALAR NA VIDA ALHEIA, / COMEÇA NA LUA NOVA / E ACABA NA LUA CHEIA."

 

Como se sabe, estas quadras ao gosto dito popular surgiram com frequência na cerâmica portuguesa – particularmente em azulejos, lambrilhas e quadrinhos de parede, durante as décadas de 1940 e 1950.

 

A declamação de semelhantes quadras, com frases chocarreiras provocando ou criticando homens e mulheres, era ainda tradicional nas zonas rurais durante o período do Carnaval, ou Entrudo, que agora se celebra.

 

 

© MAFLS


Fevereiro 07 2018

Tigela formato Francês, com cerca de 7,9 cm. de altura e 13,2 cm. de diâmetro máximo, ostentando decoração estampada a castanho.

 

Os dois motivos aqui aplicados não surgem com frequência nas peças da FLS, reproduzindo duas cenas caracteristicamente nortenhas.

 

 

Representam-se nesta tigela um barco rabelo, do rio Douro, e um carro de bois, com bovinos que parecem ser de raças tradicionalmente criadas e utilizadas no Minho e no Douro Litoral.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 04 2018

 

Açucareiro, chávena de café e pires, em porcelana da Sociedade de Porcelanas, Coimbra.

 

Estas peças correspondem ao formato Tânger, formato que a Vista Alegre, detentora dos direitos de este e muitos outros formatos da Electro-Cerâmica do Candal e da Sociedade de Porcelanas de Coimbra, reeditou já no início do século XXI.

 

Veja-se uma outra decoração deste modelo, ostentando apenas simples filetagem múltipla, em MUONT: http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/2012/03/servico-de-cafe-art-deco-modelo-tanger.html.

 

 

© MAFLS


Janeiro 27 2018

 

Conjunto de dois pequenos azulejos, lambrilhas, com cerca de 7 cm. de lado, parcialmente decorados a stencil (chapa recortada) e pintados à mão, sob o vidrado, com a combinação máxima de quatro cores sobre o revestimento estanífero de fundo.

 

À semelhença de outros exemplares anteriormente reproduzidos, certamente da mesma proveniência (http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-cccliv-392994), estas lambrilhas também não apresentam qualquer marca no tardoz. 

 

© MAFLS


Janeiro 24 2018

 

No dia 26 de Fevereiro de 2018, segunda-feira, entre as 09h30 e as 17h00, decorrerá no Museu de Cerâmica de Sacavém uma conferência inserida nas comemorações dos 150 anos do nascimento de Jorge Rey Colaço (1868-1942), notável pintor cerâmico que colaborou com as fábricas Lusitânia e Sacavém e é autor de diversos painéis azulejares, como os que revestem o Hotel do Buçaco, ou a estação de S. Bento, no Porto.

 

A entrada na conferência é gratuita e encontra-se aberta ao público em geral, mas requer pré-inscrição até ao dia 19 de Fevereiro de 2018, que poderá ser efectuada junto dos serviços da Câmara Municipal de Loures / MCS (carlos_pereira@cm-loures.pt), e estará limitada ao número de lugares disponíveis no auditório do museu.

 

O programa apresenta como moderadores Carlos Luís, Carlos Pereira e Conceição Serôdio, da CM Loures e do MCS, e como oradores convidados Ana Sousa, Augusto Moutinho Borges, Cláudia Emanuel, João Manuel Mimoso, José Meco, Maria Alexandra Gago da Câmara, Paula Azevedo, Pedro Almeida, Rosário Salema de Carvalho, Sílvia Santa-Rita, Teresa Verão, Tiago Borges Lourenço e Tomás Colaço.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Janeiro 21 2018

 

Duas pequenas taças modeladas pelo ceramista Rui Paiva (n. 1956).

 

A primeira, medindo cerca de 7,7 cm. de altura e tendo cerca de 9,7 cm. de diâmetro máximo, foi criada em 2010; a segunda, medindo cerca de 9,8 cm. de altura e tendo cerca de 9,7 cm. de diâmetro máximo, foi criada em 2011.

 

 

Estas duas peças, na sua aparente, mas intencional, imperfeição de acabamento e modelação, nos seus revestimentos, e na sugestão da sua rude origem terrosa, evocam a essência das mais interessantes e clássicas taças de chá japonesas.

 

Visite-se o site do ceramista aqui: http://ruipaiva.net/blog-do-rui, onde estão ilustradas outras peças, funcionais ou decorativas, de maior dimensão, bem como diversas esculturas e instalações cerâmicas.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
22
23

25
26
27
28


pesquisar
 
subscrever feeds