Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Novembro 30 2013

 

Caixa em faiança com cerca de 14 x 19,5 x 13,1 cm., produzida numa das unidades fabris da Companhia das Fábricas Cerâmica Lusitânia, ostentando a marca CFCL2 (http://mfls.blogs.sapo.pt/189777.html). 

 

A propósito de caixas semelhantes, veja-se o que já foi referido aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/201061.html.


A presente imagem consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

© MAFLS



Novembro 29 2013

 

Elemento de um par de ampara-livros, em grés com vidrado mate, da colecção de Clive Gilbert.


Veja-se o que já foi dito acerca de peças semelhantes, produzidas noutra cor, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/9909.html.


A presente imagem consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

© MAFLS



Novembro 27 2013

 

Azulejo com decoração estampada a verde sob o vidrado. Apresenta no tardoz a inscrição, em relevo, "SACAVEM" e "[coroa]".

 

Este motivo não se encontra no catálogo de Agosto de 1910, pelo que, apresentando o azulejo uma coroa no tardoz, é certamente anterior a esse período.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 25 2013

 

Bule formato Coimbra com decoração floral pintada à mão sobre o vidrado.

 

A presente imagem consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 24 2013

 

Taça, ou lavanda, em faiança, com cerca de 30,6 cm. de diâmetro máximo e 8,7 cm. de altura, apresentando decoração escorrida sob o vidrado.

 

Como se verifica por esta imagem, apresenta ainda três marcas não vidradas correspondentes às trempes. Apresenta também três conjuntos triangulares dessas marcas no tardoz, mas não ostenta qualquer marca de fábrica ou oficina.

 

Tal como acontece com algumas peças ratinhas, grupo onde esta não se incluirá, do século XX, que seguem modelos mais arcaicos, encontramo-nos perante um exemplar que apresenta uma técnica decorativa comum no século XIX e um formato que já era anterior ao século XX.

 

A verdade é que se conhecem várias peças da fábrica de S. Roque, em Aveiro, datáveis do segundo quartel do século XX, com decoração semelhante, incluindo estas tonalidades.

 

Conhece-se ainda um pequeno jarro, ou gomil, dessa fábrica, datável daquele período mas com uma gramática formal completamente distinta e dimensões incompatíveis com esta peça, que apresenta as mesmas tonalidades e a mesma técnica decorativa.

 

© MAFLS


Novembro 23 2013

 

Escultura em faiança, pintada à mão e a aerógrafo, representando um pinguim.

 

A tabela de Novembro de 1945 refere sete versões de pinguins, sob os números 218, "Pengúim n.º 1" (a 35$50), 219, idem "n.º 2 bico levantado" (a 17$50), 219 A, idem "n.º 3 bico direito (a 17$50), 219 B, idem "n.º 4 bico descaido" (a 17$50), 220, idem "n.º 5 asas abertas" (a 13$50), 220 A, idem "n.º 6 asas ligadas" (a 13$50), e 220 B, idem "n.º 7 ligados" (a 26$50).

 

Veja-se uma outra versão cromática desta escultura, apresentada por MUONT, aqui: http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/search/label/Pinguim.

 

Fotografias da peça por Hector Castro, coleccionador e proprietário deste exemplar, a quem se agradece a cedência das imagens.




© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 21 2013

© MCS/CDMJA

 

Fotografia, dos arquivos do CDMJA, ilustrando formatos da Fábrica do Carvalhinho das décadas de 1930 e 1940.

 

Estes formatos surgem na tabela de preços não datada que tem vindo a ser referida, sob as designações A 17, "Jarra fantasia", ao preço de 25$00, A 26, "Jarra balão", ao preço de 20$00, e A 29, "Jarra alta", ao preço de 45$00.

 

Cortesia do Museu de Cerâmica de Sacavém / Centro de Documentação Manuel Joaquim Afonso.

 

© MAFLS


Novembro 19 2013

 

Leiteira formato Coimbra ostentanto o motivo floral número 733  aplicado sobre o vidrado.

 

Veja-se um açucareiro com a mesma decoração e o mesmo formato aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/26338.html.

 

A presente imagem consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 17 2013

 

Fotografia reproduzida no álbum comemorativo do primeiro centenário da fábrica que, de acordo com a data sempre divulgada pela empresa, se celebrou em 1950, apresentando um aspecto parcial da loja da FLS na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

 

Esta imagem é acompanhada da legenda "O magnífico estabelecimento de exposição e venda, em Lisboa".

 

Entre muitas outras, identificam-se aqui algumas peças semelhantes às já apresentadas neste espaço, como uma "jarra de cinco dedos" (http://mfls.blogs.sapo.pt/242140.html), um frasco de chá (http://mfls.blogs.sapo.pt/30308.html), um bule formato Aldeia (http://mfls.blogs.sapo.pt/214710.html), uma jarra formato 359 (http://mfls.blogs.sapo.pt/134981.html), a escultura de um felino com presa (http://mfls.blogs.sapo.pt/176503.html), a escultura de uma corça (http://mfls.blogs.sapo.pt/16873.html) e algumas figuras da série da Guerra Peninsular.

 

Imagem disponibilizada por Hector Castro, coleccionador e possuidor de um exemplar desta publicação, a quem se agradece a cedência.

 

© MAFLS


Novembro 16 2013

 

Pequena caixa antropomórfica, com cerca de 13,4 cm. de altura, em pasta não vidrada pintada à mão e aerógrafo.

 

Ostentando bengala e chapéu de coco, esta representação caricatural, ao gosto de outras figuras cerâmicas do segundo quartel do século XX, foi produzida em Coimbra pela fábrica A Nova Decorativa.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
14

18
20
22

26
28


pesquisar
 
subscrever feeds