Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Junho 19 2016

 

Dípticos azulejares, executados em oficina não identificada, ostentando a assinatura de José de Sousa (datas desconhecidas) e a data de 2005.

 

 

Embora estes não sejam exemplares de produção industrializada e comercialização em larga escala, destinam-se obviamente a apelar a um público, eventualmente turístico, que identificará a tradição azulejar e o peixe como ícones de Portugal.

 

 

© MAFLS

 


Junho 15 2016

   Image © http://www.fazecome.pt/

 

Começam a ser tantos que já se tornam incontornáveis. É verdade. A gastronomia metamorfoseou-se em gastromania. E os sites sobre gastronomia e culinária não cessam de seguir o lugar comum e de brotar como cogumelos. Sites com belíssimas fotografias, sites com fotografias assim-assim, sites com textos irrepreensíveis, sites com textos recheados de... "gralhas", sites com receitas para todos os gostos.

 

Por entre esta floresta, vão surgindo exemplares de loiça antiga, ou exemplares que apresentam antigos motivos decorativos. E entre estes ressalta, pela sua frequência, o inevitável motivo Estátua, uma decoração estampada mais conhecida popularmente como Cavalinho.

 

Hoje, para uma muito querida vegetariana que se encontra longe de Portugal, reproduzem-se dois exemplos desse motivo, produzido por diversas fábricas portuguesas, que surgem disfarçados sob o resultado final das receitas apresentadas aqui: http://www.fazecome.pt/2016/06/legumes-assados-e-um-jantar-informal.html, e aqui: https://minhamarmita.blogspot.pt/2014/09/risotto-de-agriao-e-queijo-de-cabra.html.

 

Vejam-se mais alguns exemplares ostentando as diversas variantes deste motivo, conhecido em Inglês como Grecian Statue, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/motivo+est%C3%A1tua.

 

  Image © https://minhamarmita.blogspot.pt/2014/09/risotto-de-agriao-e-queijo-de-cabra.html

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 09 2016

 

Azulejo em relevo, com o motivo 17, apresentando mais uma das variantes cromáticas comercializadas pela FLS.

 

Tal como alguns dos exemplares anteriormente apresentados (http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/azulejo+motivo+17), também este ostenta a inscrição SACAVEM moldada no tardoz.

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 04 2016

 

Par de azulejos em faiança, com cerca de 10,4 x 10,4 cm., produzidos na fábrica Aleluia, de Aveiro.

 

Estes motivos folclóricos estiveram particularmente em voga na produção da fábrica durante a década de 1950, podendo-se encontrar dois outros exemplos aqui: http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/371206.html.

 

Tal como ali foi referido – "a recuperação e reformatação dos valores do folclore bem como a sua dinamização nas décadas de 1940 a 1960 está geralmente associada ao Estado Novo e aos vários organismos corporativos desenvolvidos pelo regime – SPN/SNI, FNAT, Casas do Povo."

 

"Um aspecto, contudo, é muitas vezes subvalorizado ou escamoteado na análise desse revivalismo. É que ele havia sido promovido já na década de 1920 por artistas como Bernardo Marques (1898-1962) ou Roberto Nobre, (1903-1969),  certamente na senda da recuperação de um imaginário popular europeu relançado anteriormente pelos Ballets Russes, de Diaghilev (Sergei Pavlovich Diaghilev, 1872-1929), e rapidamente aplaudido, acarinhado e  adoptado pelos modernistas."

 

© MAFLS


mais sobre mim
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds