Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Janeiro 05 2013

 

Autocolante da célula do Partido Comunista Português na Fábrica de Loiça de Sacavém.

 

Este exemplar encontra-se num álbum com cerca de 340 autocolantes de partidos políticos, sindicatos e eventos político-sindicais nacionais e estrangeiros, predominantemente de esquerda, cujas datas estão delimitadas entre 1975 e 1985.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Que interessante este autocolante!
Também guardo alguns desta altura e até os fui rever com alguma nostalgia...
Aproveito para lhe dar os parabéns pela sua iniciativa "The Twelve Days of Christmas", uma oportunidade para nos presentear com belíssimas peças de cerâmica estrangeira assim de uma assentada (embora a minha preferência vá em geral para coisas mais velhinhas :))
Um abraço
Maria Andrade a 5 de Janeiro de 2013 às 23:09

Caríssima Maria Andrade:

Veja lá que agora até sentimos, eu incluído, claro, nostalgia de algo que parece ter acontecido ontem, ou quase... : )

Os lugares comuns comportamentais a que inevitavelmente o tempus fugit nos obriga... : )

Receio que as peças apresentadas no Twelve Days fiquem muito aquém das maravilhas que os MUONT ainda têm para nos apresentar. E ainda bem! É bom saber saber que em Portugal há pessoas como eles que têm colecções de nível internacional!

Já agora uma curiosa coincidência acerca das Twelve Nights: Sabia que num jogo de prendas (português) do século XIX, o jogo da baleia, também existe uma lengalenga que vai de um a doze - "Tuninha e atum, tudo é um; Uma perdiz e um capão, dois são: Dois cedros e um aloés são três; (...) Onze fiadeiras e uma que cose, são doze"?

Saudações!
blogdaruanove a 13 de Janeiro de 2013 às 21:15

mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

14
16

22
24

28
30


pesquisar