Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Novembro 11 2010

 

Açucareiro sem tampa, formato Coimbra, com decoração a esmalte azul e ouro sobre o vidrado.

 

O formato Coimbra ainda não surgia na tabela de 1932, surgindo na de 1938 com peças para serviços téte-a-téte [sic], em pasta azul, verde ou marfim, e serviços de jantar, em pasta azul ou verde.

 

O açucareiro, com capacidade de 1 decilitro e meio, surgia apenas no serviço tête-a-tête ao preço de1$20 para a classe I (sem decoração), 1$50 para a classe II (decoração sem ouro), 1$80 para a classe III (decoração com ouro),  2$20 para a classe IV (decoração fantasia) e 2$60 para a classse V (decoração extra), em qualquer uma das pastas.

 

Na tabela de 1949 os preços indicados eram os seguintes – 2$50 para as peças em branco, 3$00 para as peças da classe A (colorido s/ ouro), 3$50 para as peças da classe B (colorido s/ ouro) e 4$50 para as peças da classe C (colorido c/ ouro). Uma vez que a decoração da peça reproduzida é feita a ouro, esta incluir-se-ia na classe III de 1938 e na classe C de 1949.

 

Para uma chávena e pires formato Avenida com a mesma decoração, ver http://mfls.blogs.sapo.pt/48159.html. Para uma manteigueira formato Avenida com a mesma decoração, mas complemento em platina, ver http://mfls.blogs.sapo.pt/5167.html. Para uma chávena e pires formato Estoril com decoração semelhante, ver http://mfls.blogs.sapo.pt/27114.html. Para exemplares deste formato com outras decorações ver http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/formato+coimbra.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

16
18

22
24
26

30


pesquisar