Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 01 2016

 

Jarra, com cerca de 11,7 cm. de altura, em faiança da fábrica Belo, das Caldas da Rainha.

 

Esta peça ostenta na base as inscrições, incisas, "184/2 / BELO / C. DA RAINHA" e no corpo cilíndrico a legenda, pintada à mão sobre uma faixa desdobrada na diagonal, "VI TORNEIO ABERTO / DE / TENIS DE MESA / DAS / CALDAS DA RAINHA / 29-4-1962".

 

Como se viu anteriormente (http://mfls.blogs.sapo.pt/61006.html), este tamanho corresponde à dimensão intermédia deste tipo de jarras, que evocam um dos tradicionais formatos orientais dos balões de iluminação (http://mfls.blogs.sapo.pt/17090.html).

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 13:09

Agosto 14 2016

 

Paliteiro em faiança, com cerca de 12,4 x 5,2 x 2,2 cm., ostentando nos flancos as inscrições HOTEL do FACHO / FOZ do ARELHO - PORTUGAL e na base a assinatura manuscrita M. Antónia / C. da RAINHA.

 

A assinatura corresponde a Maria Antónia Parâmos (1922-1976), ceramista e pintora caldense que colaborou com a fábrica Secla em 1954 e 1955.

 

Inaugurado em 1910, o centenário Hotel do Facho passou por algumas vicissitudes, mas foi entretando recuperado e encontra-se actualmente a funcionar em pleno (https://fachoguesthouse.wordpress.com/myhome/fachoguesthouse/).

 

 

© MAFLS


Maio 22 2016

 

Medalha em faiança, com cerca de 9,4 cm. de diâmetro, produzida em 1979 e ostentando uma imagem alusiva ao Mosteiro da Batalha, situado no concelho homónimo, bem como a assinatura manuscrita "Furriel".

 

Como já foi aqui referido anteriormente (http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-cxcv-297225), Francisco Jorge Furriel (1925-2014), ingressou na fábrica Secla em 1953, onde veio a chefiar a secção de pintura, tendo aí permanecido até à sua aposentação, na década de 1990.

 

 

© MAFLS


Maio 18 2016

 

Em cima, um prato em relevo, com cerca de 20,6 cm. de diâmetro, comercializado nas décadas de 1980 e 1990 mas apresentando um motivo característico da tradicional produção caldense que já vinha de décadas anteriores.

 

Em baixo, uma peça com cerca de 8,6 x 17,1 x 2,6 cm., que também pode ser utilizada como cinzeiro, comemorativa dos Encontros de Cerâmica Artística realizados em 1992.

 

 

Embora o Museu Bordalo Pinheiro, que não se dedica exclusivamente à cerâmica e abrange ainda o grafismo e outras vertentes da iniciativa e criatividade bordaliana, apenas tenha sido fundado em Agosto de 1916, em Lisboa, as celebrações do seu centenário iniciam-se hoje, para assinalar também o Dia Internacional dos Museus. 

 

Acompanhe as várias actividades do museu aqui: http://museubordalopinheiro.cm-lisboa.pt/.

 

 

© MAFLS


Fevereiro 28 2016

 

Castiçal apresentando decoração moldada em relevo, com cerca de 12 cm. de altura e 14,4 cm. de diâmetro máximo, em faiança da fábrica Secla, das Caldas da Rainha.

 

Deste modelo, muito provavelmente criado na década de 1960, conhecem-se também exemplares noutras tonalidades, como cor de mel e verde garrafa.

 

Serve esta imagem para recordar que a exposição Desejo, Tensão, Transição – Percursos do Design Português, integrada na  EXPERIMENTADESIGN 2015 e patente na Galeria Nave, em Matosinhos, poderá ainda ser visitada até ao dia 12 de Março de 2016.

 

Neste evento podem observar-se vários módulos dedicados à cerâmica, particularmente Geometria das Cores, módulo centrado nos arquivos da FLS, com curadoria de José Bártolo, Usar e Não Deitar Fora, módulo dedicado à cerâmica portuguesa da segunda metade do século XX, com curadoria de Rita Gomes Ferrão, e Vista Alegre, módulo constituído por 40 peças contemporâneas desta fábrica, com curadoria de Alda Tomás.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Setembro 05 2015

 

Medalha em biscuit, com cerca de 8 cm. de diâmetro, que pretende replicar o famoso e característíco jasperware azul e branco da bicentenária fábrica inglesa Wedgwood (Vejam-se outros exemplares, apresentando técnica semelhante e desenvolvidos por fábricas portuguesas, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/jasper+ware.) .

 

Modelada e produzida artesanalmente por Herculano Elias (1932-2015), esta peça faz parte de um conjunto de duas medalhas de sua autoria cuja edição foi promovida em 2004 pelos amigos do Museu José Malhoa, nas Caldas da Rainha, para assinalar os 70 anos de inauguração daquela instituição.

 

Em memória do mestre ceramista caldense Herculano Elias, falecido a 26 de Agosto de 2015.

 

 

© MAFLS


Junho 21 2015

 

O programa Perdidos e Achados, do canal SIC Notícias, divulgou ontem uma peça, intitulada Viagem pela Cerâmica Portuguesa, sobre a cerâmica portuguesa, em geral, e sobre a produção das Caldas da Rainha, em particular.

 

Nesta peça televisiva, com 13 minutos e 21 segundos de duração, que ao longo da semana vinha sendo anunciada com o título genérico "A Arte em Cacos", registam-se depoimentos de antigas funcionárias da Secla, de gestores empresariais, de marchands, de curadores, de coleccionadores e de investigadores de cerâmica, entre os quais surge a incontornável autora do blog Cerâmica Modernista em Portugal (http://ceramicamodernistaemportugal.blogspot.pt/), Rita Gomes Ferrão.

 

A propósito da produção de outras notáveis regiões cerâmicas portuguesas, como a região de Aveiro, reproduz-se aqui uma das muitas e excelentes peças que foram comercializadas pela, também incontornável, fábrica Aleluia durante as décadas de 1950 e 1960.

 

Veja-se a reportagem da SIC Notícias aqui: http://sicnoticias.sapo.pt/programas/perdidoseachados/2015-06-20-Viagem-pela-ceramica-portuguesa.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 07 2014

Para quem não teve oportunidade de estar, em Lisboa, na inauguração da exposição homónima, uma boa notícia.

 

O livro Hansi Staël: Cerâmica, Modernidade e Tradição, da autoria de Rita Gomes Ferrão, será também lançado nas Caldas da Rainha, durante o próximo domingo, dia 12 de Outubro de 2014.

 

Tal evento, que contará com a presença da autora, terá lugar no Centro de Artes, Atelier-Museu António Duarte, a partir das 16h00.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Agosto 31 2014

 

Pequena placa, com cerca de 6,4 x 2,7 cm., em argila vermelha brunida, de homenagem a Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905).

 

Modelada pelo seu discípulo Francisco Elias (1869-1937), como se verifica pela assinatura inscrita sob o busto, apesar de a data do sarau ser de 22 de Abril de 1906, esta parece ter sido uma peça evocativa dos 60 anos de nascimento de Rafael Bordalo Pinheiro, efeméride que decorrera a 21 de Março de 1906.

 

Para outras breves referências a Francisco Elias veja-se: http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/francisco+elias.

 

 

© MAFLS


Julho 12 2014

 

Prato raso em faiança, com cerca de 23,6 cm. de diâmetro, da fábrica Secla, Caldas da Rainha, reproduzindo um desenho original de Hansi Staël (1913-1961).

 

Como já foi referido, esta artista húngara veio para Portugal depois da II Grande Guerra, tendo colaborado com a Secla, a partir de 1950, na criação de inúmeras peças. Entre as suas criações para a produção industrial, contam-se os originais que deram origem à série Motivos Portugueses, à qual pertence este exemplar.

 

Desenvolvida entre 1953 e 1956, a série ilustra essencialmente cenas do quotidiano da Nazaré e das regiões rurais próximas das Caldas da Rainha, reproduzidas quer em travessas quer em pratos.

 

Veja-se um prato desta série, com motivo piscatório, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/105781.html, e uma assinatura original de Hansi Staël aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/60571.html.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar