Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 13 2011

© MCS/CDMJA 

 

Fotografia de uma peça que na tabela de Novembro de 1945, sob o número 307, aparece designada como "Grupo de peixes", ao preço de 123$00 para "Colorido s/ ouro".

 

Nessa tabela o número 324 corresponde também a uma "Figura de peixes (grupo)", facto que explica a anotação manuscrita a lápis na margem da fotografia. 

 

Esta peça já não surge na tabela de Maio de 1960.

 

É possível que o grupo aqui reproduzido tenha sido modelado por Donald Gilbert (1901-1960), consagrado escultor e modelador cerâmico inglês aparentado com a família homónima que administrava a FLS, embora a sugestão de dinâmica aqui patente e este perfil escultórico não se aproximem estilisticamente das restantes peças por si produzidas para a fábrica de Sacavém.

 

É mais provável que o autor desta peça tenha sido o mesmo que modelou uma figura de corça, correspondente ao formato 298, anteriormente aqui apresentada (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/16873.html).

 

A reprodução desta fotografia é uma cortesia do Museu de Cerâmica de Sacavém / Centro de Documentação Manuel Joaquim Afonso.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 30 2009

 

Pequena figura Art Déco de um cão Scottish Terrier em vidrado mate.

 

Embora não apresente qualquer número na base, a figura corresponde ao número 193 da tabela de 1945, onde surge referenciada sob a designação Cão Tipo A do 1.º, ao preço de 15$00. Conhecem-se exemplares marcados, com diferentes cores e tamanhos, nas reservas do MCS. A presente figura poderá corresponder ao Scottish Terrier modelado cerca de 1934 por Donald Gilbert (1901-1960) para a fábrica inglesa Denby Pottery.

 

Esta peça foi exibida na exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada em 2005 nos E.U.A.

 

 

© MAFLS


Outubro 04 2009

 

Ampara-livros em grés com vidrado mate de cor marfim. Década de 1960 ou 1970.

 

Exemplo de mais um conjunto escultórico Art Déco comercializado em grés, décadas depois de ter sido lançado em faiança. Este exemplar, que não se encontra marcado como a generalidade destas peças em grés, apresenta contudo a assinatura Gilbert (embora quase imperceptível, cf. canto inferior esquerdo do exemplar reproduzido à esquerda).

 

Esta assinatura corresponde ao escultor e modelador cerâmico Donald Gilbert (1901-1961), sobrinho de Herbert Gilbert (1878-1962), que produziu inúmeros modelos para as fábricas inglesas Denby, Poole Pottery e Royal Doulton.

 

Segundo Clive Gilbert, o seu primo Donald modelou também, para além de diversos animais e ampara-livros, bases de candeeiros, cachepots e jarras para a FLS. É possível, assim, que a jarra com peixes em relevo, anteriormente reproduzida (http://mfls.blogs.sapo.pt/5103.html), seja da sua autoria. 

 

Este conjunto encontra-se registado na tabela de 1945 sob o número 240, Ampara livros Pelicanos, ao  preço de 88$00 para "Colorido s/ ouro". Na tabela de 1951 surge ao preço de 101$00, para "Côres Mates ou coloridos s/ ouro". Já não se encontra referido na tabela de 1960.

 

Conhece-se um outro conjunto destes ampara-livros em grés com vidrado mate, em tons de castanho-escuro e preto, o qual foi exibido conjuntamente com estas peças na exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada em 2005 nos E.U.A.

 

© MAFLS


Setembro 22 2009

 

 

Grande escultura de um tigre, em grés com vidrado semi-mate de cor marfim. Década de 1960 ou 1970.

 

Embora estas esculturas Art Déco se tenham produzido na FLS a partir da década de 1930, Clive Gilbert, o último proprietário e administrador da fábrica, declarou oportunamente que nas décadas de 1970 e 1980 se procedeu a uma reedição destas peças, em grés e com vidrado mate.

 

As peças tardias, como esta, não apresentam marca da fábrica mas correspondem a uma série de modelos anteriores conhecidos, marcados, e produzidos em faiança, quer com vidrado transparente brilhante quer com revestimento prateado ou vidrado semi-mate.

 

Embora sugira o  perfil de um tigre, devido à largura das mandíbulas, este modelo corresponderá à Figura Leopardo, que aparece referenciada na tabela de preços de 1945 sob os números 184, com o preço de 141$00, para as peças coloridas sem ouro, e 185, acrescida de base em madeira, esta com o custo de 167$00.

 

Este exemplar não apresenta qualquer assinatura visível, mas é muito possível que o original desta peça tenha sido modelado pelo escultor Donald Gilbert (1901-1961), sobrinho de Herbert Gilbert (1878-1962), o qual produziu inúmeros modelos para as fábricas inglesas Denby, Poole Pottery e Royal Doulton

 

Conhece-se uma outra escultura com este formato, também em grés e sem marca, em vidrado mate com diversos tons de castanho.

 

 

 

© MAFLS


Setembro 15 2009

 

Jarra com decoração em relevo e vidrado bicolor semi-mate, adaptada, fora da FLS, a base de candeeiro.

 

O vidrado bicolor desta jarra é pouco comum na produção da FLS, tendo surgido, em meados do século XX, em algumas peças de inspiração Art Déco, como esta. Conhecem-se outros exemplares desta jarra com vidrado monocromático, beige.

 

Esta jarra aparece referida na tabela de Novembro de 1945 com a designação 31 - Jarra Peixes em relêvo n.º6. De acordo com essa tabela, apenas se produzia em pasta com vidrado colorido, sem ouro, ao preço de 21$20.

 

Já na tabela de Maio de 1951, surge com a indicação de se produzir em cores mates ou pasta com vidrado colorido sem ouro, ao preço de 24$50.

 

Este formato já não consta da tabela de 1960.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
22
23
24

25
26
27
28


pesquisar