Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 01 2014

 

Azulejo com motivos militares e florais aplicados sobre stencil (chapa recortada), produzido, provavelmente no segundo quartel do século XX, pela fábrica Viúva Lamego, de Lisboa. 

 

Este azulejo destinar-se-ia, certamente, a ser colocado no revestimento de edifícios de uma unidade militar não identificada, embora seja possível encontrar na composição o símbolo da arma de Infantaria, duas espingardas entrecruzadas, e um motivo associado à arma de Cavalaria, o carro de combate, que tem como símbolo duas espadas entrecruzadas.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 07:01

Caros,

Acho que vocês vão gostar de ver esta foto:

https://www.instagram.com/p/BMUpGN8B39m/

abraços!
Fábio Carvalho a 5 de Novembro de 2016 às 12:25

Ena, tantas Armas e Serviços num só painel!

Obrigado, Fábio.

De facto a colecção do comendador Joe Berardo é impressionante, mas, no que respeita a azulejos, a da Casa Museu Frederico de Freitas, também na Madeira, não lhe fica atrás.

No entanto, as colecções do comendador Berardo vão muito para além do azulejo. Há a colecção no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a colecção nas galerias subterrâneas de Sangalhos, na Bairrada, a colecção no Buddha Eden, no Bombarral...

E já se anuncia o novo Museu Art Nouveau e Art Déco, em Lisboa, para 2017.

Saudações.
blogdaruanove a 7 de Novembro de 2016 às 19:50

mais sobre mim
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar