Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Julho 21 2014

 

Prato, formato Espiga, com motivo de inspiração africana, correspondente ao número 1270, estampado no centro e decoração a aerógrafo no rebordo.

 

É possível que este motivo tenha sido concebido e comercializado por ocasião da Exposição Colonial Portuguesa (cf. http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/tag/exposi%C3%A7%C3%A3o+colonial+do+porto e http://blogdaruanove.blogs.sapo.pt/334303.html), que decorreu em 1934, no Porto, onde a FLS se fez representar com um pavilhão autónomo (http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/exposi%C3%A7%C3%A3o+colonial+do+porto).

 

Conhece-se uma variante cromática desta decoração, num prato de outro formato, em amarelo torrado/laranja.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 29 2012

© MCS/CDMJA 

 

Folha, com desenho do motivo 494 da FLS, que se encontra depositada nos arquivos do Centro de Documentação Manuel Joaquim Afonso/Museu de Cerâmica de Sacavém.

 

A reprodução desta imagem é uma cortesia do CDMJA/MCS. 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 12 2012

© CDMJA/MCS

 

Vista parcial do pavilhão da FLS na Exposição Colonial Portuguesa, realizada em 1934 no edifício e nos jardins do Palácio de Cristal, Porto, podendo ver-se dois dos oito painéis azulejares que decoravam o seu exterior.

 

Como se referiu anteriormente, estes painéis são da autoria de António de Castro Mourinho (1892-1963).

 

Abaixo apresenta-se um desenho aguarelado, original que serviu para um painel não fotografado desta série, exibido na exposição Porta Aberta às Memórias, realizada em 2008 no MCS. No segundo volume do catálogo desse evento, por lapso, este desenho também surge datado de 1940-1950.

 

A reprodução da fotografia do pavilhão é uma cortesia do CDMJA/MCS. 

 


 

© MAFLS


Fevereiro 04 2012

© CDMJA/MCS

 

Vista parcial do pavilhão da FLS na Exposição Colonial Portuguesa, realizada em 1934 no edifício e nos jardins do Palácio de Cristal, Porto, podendo ver-se dois dos oito painéis azulejares que decoravam o seu exterior.

 

Abaixo encontra-se reproduzido o desenho aguarelado que serviu para a elaboração do painel visível à direita. Da autoria de um dos mais talentosos pintores de azulejos da FLS, António de Castro Mourinho (1892-1963), este original foi exibido na exposição Porta Aberta às Memórias, realizada em 2008 no MCS.

 

Castro Mourinho trabalhou na FLS desde a década de 1920 até ao seu falecimento, conhecendo-se grandes painéis azulejares de sua autoria produzidos na fábrica e datados ainda do ano de 1960.

 

O desenho, com cerca de 20x13 cm., foi doado no ano dessa exposição ao CDMJA/MCS pelo também pintor de azulejos Manuel Vieira Prazeres (n. 1939), que entrou para a FLS em 1954 e aí permaneceu até ao seu encerramento. 

 

No segundo volume do catálogo da referida exposição, por lapso, este desenho surge datado de 1940-1950.

 

A reprodução da fotografia do pavilhão é uma cortesia do CDMJA/MCS.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
22
23

25
26
27
28


pesquisar
 
subscrever feeds