Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 01 2014

 

Placa em biscuit da Vista Alegre, com cerca de 10,7 x 7,2 x 0,6 cm., comemorativa do centenário do corpo de bombeiros da empresa.

 

Apresenta as legendas "Centenário do Corpo de Bombeiros Privativo da Vista Alegre 1880-1980", no anverso, e "Um Século de Voluntária Devotação ao Irmão Homem", no verso.

 

Na parte inferior do anverso apresenta ainda as inscrições "Des. J. S. (?) Loureiro", à esquerda, e "Esc. C. Calisto [Carlos da Rocha Calisto, 1934-2009]", à direita.

 

 

© MAFLS


Fevereiro 22 2012

 

Caricatura do rei consorte D. Fernando (1816-1885), realizada por Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905).

 

Esta plaquette, a décima segunda do Album das Glórias (1880-1883 e 1902) foi publicada em Novembro de 1880 com o título O senhor D. Fernando, no texto, e o subtítulo Com-sorte, na gravura (cf. http://purl.pt/14828/2/res-523-a_PDF/res-523-a_PDF_24-C-R0150/res-523-a_0000_capa-capa_t24-C-R0150.pdf).

 

Entre outras considerações sobre D. Fernando, o autor desse texto, João Ribaixo (pseudónimo de José Duarte Ramalho Ortigão, 1836-1915), refere:

 

"Quando em 1868 lhe foi offerecido o throno de Hespanha, elle recusou-o, preferindo ficar em Portugal a cultivar o seu jardim e a colligir as suas majolicas.

 

Assim como os emissarios gregos ao penetrarem na tenda d'Achiles o surprehenderam a dedilhar uma lyra, como conta Homero, assim os emissarios da futura Revolução ao penetrarem no Palacio das Necessidades encontrarão o habitante d'aquelle velho convento a pintar um prato."

 

 

No final do texto pode ainda ler-se o seguinte:

 

"Ora o Senhor D. Fernando nunca escalou os cidadãos para perceber como elles trabalham por dentro, e é o primeiro dos operarios da fabrica de Sacavem.

 

Rei pintando louça, elle poderá dizer, sem magoar ninguem, perante a Carta e perante a posteridade, como nas Georgicas dizia Virgilio, tratando modestamente das abelhas:

 

In tenui labor; at tenuis non  gloria."

 

Alguns dos trabalhos executados por D. Fernando em loiça da FLS ainda hoje podem ser apreciados nas colecções do Palácio Nacional da Ajuda e do Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa.

 

Da estreita ligação do monarca, de seu filho D. Luís (1838-1889; rei, 1861-1889) e de seu neto D. Carlos (1863-1908; rei, 1889-1908), à fábrica e ao seu dono, John Stott Howorth (1829-1893), resultaram a atribuição do título de barão a este (1885) e a concessão do título de Real à empresa, a qual poderá ter ocorrido antes dessa data.

 

Logo após a sua morte, D. Fernando foi homenageado pela FLS através de um prato que apresentava a sua fotografia estampada a preto e a inscrição Em Memória. / D. Fernando II.

 

Um exemplar desse prato foi exibido na exposição Porta Aberta às Memórias, segunda edição, realizada no MCS em 2009, e uma imagem do mesmo pode ser vista no catálogo do evento.

 


 

© MAFLS


mais sobre mim
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds