Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 23 2017

 

Placa cerâmica, moldada em relevo, em faiança da fábrica Vestal, Alcobaça.

 

Medindo cerca de 17,2 x 16,2 x 1,8 cm., esta placa, integralmente pintada à mão, apresenta a legenda "Para os amigos / a hora / não importa", que se enquadra nos aforismos, adágios e quadras comuns na produção de algumas fábricas portuguesas durante meados do século XX.

 

De acordo com a obra Faiança de Alcobaça (1997), de Jorge Pereira de Sampaio (n. 1965), a Vestal foi fundada em 1947. A ser assim, como se comprova pelo anúncio reproduzido abaixo, e ao contrário do que se afirma nessa obra, a grafia Vistal não esteve em vigor apenas durante o primeiro ano de existência da fábrica.

 

Segundo anúncio publicado no Diário de Notícias de 17 de Maio de 2006, após a declaração de falência os bens da empresa foram colocados à venda, em hasta pública, nesse ano.

 

 

Anúncio, com o monograma do pintor e designer gráfico Fred Kradolfer (1903-1968), publicado no opúsculo As Plantas dos Cinemas e Teatros de Lisboa (1949), oferecido pela casa Larbelo aos seus clientes.

 

Neste opúsculo são publicadas a plantas das seguintes salas, por ordem de apresentação – Cinema Capitólio, no Parque Mayer, Cinema Condes, na Avenida da Liberdade, Eden-Teatro, na Praça dos Restauradores, Cinema Ginásio, na Rua Nova da Trindade, Cinema Odéon, na Rua dos Condes, Cinema Palácio, na Avenida Duque de Ávila, Teatro Politeama, na Rua Eugénio dos Santos, S. Luiz Cine, na Rua António Maria Cardoso, Cinema Tivoli, na Avenida da Liberdade, Teatro da Trindade, na Rua Nova da Trindade, Chiado Terrasse, na Rua António Maria Cardoso, Cinema Lys, na Avenida Almirante Reis, Teatro Apolo, na Rua da Palma, Teatro Avenida, na Avenida da Liberdade, Teatro Maria Victória, no Parque Mayer, Teatro Nacional, na Praça D. Pedro IV, e Teatro Variedades, no Parque Mayer.

 

 

© MAFLS


Fevereiro 05 2017

 

Dois ensaios cerâmicos, em pasta vidrada e não vidrada, com técnicas complementares, elaborados cerca de 2006 por Anna Westerlund (n.1978) nas oficinas de cerâmica do Ar.Co.

 

Estas oficinas, fundadas em 1987, em Almada, têm funcionado como um estúdio cerâmico de formação e espaço de acolhimento e intercâmbio de técnicas e experiências para diversos ceramistas nacionais e internacionais.

 

Tendo sido criadas em simultâneo com o Simpósio Internacional de Cerâmica - Alcobaça 1987, estas oficinas assinaram nesse mesmo ano um protocolo de colaboração com a Cerâmica São Bernardo, daquele concelho.

 

 

Desde então, estas oficinas têm desempenhado nesta área específica de formação e experimentalismo cerâmico um papel fundamental, que talvez só tenha paralelo na actividade do Cencal, instituição que tem mantido e divulgado a tradição, o know-how e a inovação cerâmica das Caldas da Rainha.

 

A título de curiosidade, refira-se que a ceramista está casada com o ex-nadador olímpico e actual actor televisivo Pedro Lima (n. 1971).

 

Visite-se o belo site da cerâmica artesanal de Anna Westerlund aqui: http://annawesterlund.com/.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 17 2010

 

Taça moldada em porcelana, pintada a esmalte policromado sobre linhas incisas. Assinada na pasta com as iniciais "S. R." (Sandra Ribeiro, n. 1980) e datada "06" (2006).

 

Como se pode verificar, a taça apresenta em fundo um acabamento biscuit, ganhando relevo convexo no centro. A concavidade daí resultante, no verso, está também pintada a esmalte, ligando-se à decoração da frente através de um traço contínuo.

 

  

Sandra Ribeiro frequentou o curso de Escultura Cerâmica Contemporânea do CENCAL, nas Caldas da Rainha (cf. http://www.cencal.pt/pt/default.htm),  possuindo um atelier próprio e estando também ligada ao Espaço 23, na Nazaré.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds