Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Abril 04 2013

 

Uma breve nota para registar que este espaço atingiu hoje as duzentas e cinquenta mil visitas.

 

As duas peças de inspiração Art Nouveau, indubitavelmente de manufactura estrangeira, que se apresentam – acima um pequeno azulejo com cerca de 7,6 x 15,2 cm., abaixo uma placa com cerca de 28,2 x 44,8 cm., recordam mais uma vez que ainda é possível visitar a exposição A Arte Nova nos Azulejos em Portugal, patente durante mais alguns meses no Museu de Cerâmica de Sacavém.

 

Entretanto, registe-se que actualmente também se encontra patente no mesmo museu mais uma bem-merecida exposição dedicada à obra do notável fotógrafo Eduardo Gageiro (n. 1935), cujo percurso se encontra ligado à FLS (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/1465.html).

 

 

© MAFLS


Janeiro 18 2013

 

    

 

Apenas umas breves linhas para noticiar que a exposição A Arte Nova nos Azulejos em Portugal, patente no Museu de Cerâmica de Sacavém, teve a sua data de encerramento prorrogada, pelo que poderá continuar a ser visitada até ao Verão deste ano.

 

O azulejo que hoje ilustra o artigo não se encontra patente nesta exposição nem se integra no estilo Art Nouveau, sendo já uma peça da década de 1920 ou 1930 e do período Art Déco, que traduz certamente o fascínio e a influência decorrentes da descoberta, em 1922, do túmulo e das riquezas do faraó Tutankhamon.

 

Tal como um outro azulejo anteriormente apresentado, com dimensões semelhantes, este será de provável origem espanhola (http://mfls.blogs.sapo.pt/190040.html).


O motivo egípcio aqui patente serve ainda de pretexto para referir que se anuncia para breve a preparação de nova exposição de azulejos organizada pelo Museu de Arte Nova de Aveiro, desta vez dedicada ao período Art Déco.


© MAFLS

         


Outubro 18 2012

 

Apenas mais uma pequena nota para recordar que a exposição A Arte Nova nos Azulejos em Portugal (http://mfls.blogs.sapo.pt/171382.html) continua aberta ao público no Museu de Cerâmica de Sacavém.

 

Inaugurada no passado dia 18 de Maio, esta exposição estará patente até 31 de Janeiro de 2013. Entre outros azulejos, aí será possível observar um exemplar semelhante a este, também colocado sobre uma placa de acrílico. 

 

Com cerca de 15,4 x 15,4 cm., este azulejo da fábrica inglesa Minton Hollins & Co., apresentando motivo Arte Nova aplicado com a técnica de tube lining (semelhante, no efeito, ao azulejo de aresta), datará do início do século XX.


Vejam-se dois outros exemplares produzidos na Minton Hollins & Co., decorados com a mesma técnica e provenientes de antigas cómodas para lavatório que integravam o mobiliário do encerrado Grande Hotel de Vidago, aqui: http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/343928.html.

 

© MAFLS 


Agosto 18 2012

 

Apenas uma pequena nota para recordar que a exposição A Arte Nova nos Azulejos em Portugal (http://mfls.blogs.sapo.pt/171382.html) continua aberta ao público no Museu de Cerâmica de Sacavém.

 

Inaugurada no passado dia 18 de Maio, esta exposição estará patente até 31 de Janeiro de 2013.

 

Com cerca de 20,2 x 20,2 cm. e sem qualquer marca no tardoz, mas de possível fabrico espanhol, este azulejo apresenta motivo e colorido semelhantes a outros exemplares actualmente em exibição no MCS. 

 

© MAFLS 


Maio 15 2012

 

Coincidindo com o Dia Internacional dos Museus, o Museu de Cerâmica de Sacavém inaugurará no próximo dia 18 de Maio uma exposição itinerante anteriormente apresentada em Aveiro e na Figueira da Foz – A Arte Nova nos Azulejos em Portugal, evento que permitirá aos visitantes contactar com uma das mais importantes colecções azulejares privadas do nosso país.

 

Este evento retoma, de uma forma mais selectiva e centrada no estilo Art Nouveau (também conhecido como Jugendstil, Liberty StyleSezession, Stile Liberty, consoante os países onde se desenvolveu), parte do acervo anteriormente apresentado no MCS durante a exposição Azulejos de Sacavém: Colecção de Feliciano David e Graciete Rodrigues, realizada em 2001.

 

Entre os mais de milhar e meio de exemplares a serem actualmente exibidos, encontra-se representada quer a produção azulejar nacional, através das fábricas Bordalo Pinheiro, Carvalhinho, Constância, Desterro, Devesas, Fonte Nova, Lusitânia e Sacavém, quer a produção de diversos países europeus – Alemanha, Bélgica, Espanha, França e Inglaterra.

 

Embora este exemplar não integre a exposição, pode observar-se abaixo um azulejo da fábrica inglesa H&R Johnson (http://www.johnson-tiles.com/Comm/Consumer.aspx), de inspiração Liberty Style e com a referência 498, datável de princípios do século XX.

 

Sobre as características deste estilo fez o escritor e diplomata Manuel Teixeira Gomes (1860-1941; presidente da República, 1923-1925), a seguinte breve observação, no seu conto Profecia Certa (in Gente Singular, 1909):

 

"Ornamentação "liberty" na sua clara tonalidade preferida que funde o verde-mar em rosa pálido."

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
22
23
24

25
26
27
28


pesquisar