Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Fevereiro 10 2018

 

Azulejo da fábrica da Corticeira, Porto, ostentando a legenda "A MULHER QUANDO SE METE / A FALAR NA VIDA ALHEIA, / COMEÇA NA LUA NOVA / E ACABA NA LUA CHEIA."

 

Como se sabe, estas quadras ao gosto dito popular surgiram com frequência na cerâmica portuguesa – particularmente em azulejos, lambrilhas e quadrinhos de parede, durante as décadas de 1940 e 1950.

 

A declamação de semelhantes quadras, com frases chocarreiras provocando ou criticando homens e mulheres, era ainda tradicional nas zonas rurais durante o período do Carnaval, ou Entrudo, que agora se celebra.

 

 

© MAFLS


Junho 22 2014

 

Travessa em faiança da fábrica da Corticeira, no Porto, com cerca de 37,2 x 25,8 x 3,3 cm., ostentando uma variante do motivo Estátua (Cavalinho) estampada a verde sob o vidrado.

 

Como se pode observar, esta é uma versão grosseira da estampa que originalmente surgiu em Inglaterra, sendo também uma versão muito inferior àquela que a FLS veio a celebrizar em Portugal.

 

É ainda claramente inferior, mesmo, às versões de algumas outras fábricas da área do Porto, como a das Devesas (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-cxciv-295734), que também teve as suas variantes de menor qualidade (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/18604.html).

 

Embora este formato seja comum a outras fábricas portuguesas e, no nosso país, característico do final do século XIX, deve sublinhar-se que, no resto da Europa, ocorria já em meados do século XVIII, surgindo inicialmente como uma assimilação do formato das porcelanas chinesas importadas.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
22
23
24

25
26
27
28


pesquisar