Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Agosto 26 2017

 

Figura em terracota pintada, com cerca de 13,6 cm. de altura, representando um vilão da ilha da Madeira.

 

Trata-se de uma peça executada na fábrica A Nova Decorativa, de Coimbra, como se comprova pela marca, impressa na pasta, reproduzida abaixo.

 

Tal como acontece com todas as velhas peças de terracota pintada, apresenta sinais de desgaste na tinta, decorrentes de um natural processo de escamação causada pelo manuseamento ou pelas simples variações atmosféricas sofridas ao longo de décadas.

 

Vejam-se outras peças desta fábrica aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/f%C3%A1brica+a+nova+decorativa.

 

 

© MAFLS


Dezembro 08 2015

 

Painel de nove azulejos, com imagem alusiva a Nossa Senhora da Conceição pintada à mão, patente num edifício arruinado de Porto da Cruz, na ilha da Madeira.

 

Este exemplar representa uma invulgar variante aos mais comuns painéis de apenas quatro azulejos, sincrética e iconicamente consagrados a um tema que se confunde com este, os quais começaram a ser lançados em 1940.

 

Os painéis datados de 1940, produzidos em diferentes fábricas e habitualmente estampados, comemoram o dogma da Imaculada Conceição (concepção), apresentando quase sempre a legenda "A Virgem Maria Senhora Nossa foi concebida sem pecado original". Este mesmo motivo conhece-se também num único azulejo (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/228397.html).

 

De facto, para além de apresentar nove azulejos, este conjunto surge com a imagem de Nossa Senhora pintada à mão, não alude explicitamente ao dogma, tendo ainda sido produzido em 1948, dois anos depois do tricentenário da consagração do reino de Portugal a Nossa Senhora da Conceição.

 

Veja-se um azulejo produzido pela FLS no ano de 1946 e com a mesma temática religiosa, mas com uma gramática totalmente distinta, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/44854.html.

 

 

Em 1818, D. João VI (1767-1826; rei, 1816-1826) instituíu a Real Ordem Militar de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, que foi extinta enquanto ordem militar pelo governo republicano instaurado em 1910.

 

Com os graus de grã-cruz, comendador, cavaleiro e servente, e condecorações desenhadas pelo artista francês Jean-Baptiste Debret (1768-1848), a ordem tinha el-rei como grão-mestre, sendo preservada nos nossos dias, e concedida ainda a título privado, pelo actual Duque de Bragança.

 

Depreciativamente tratada como a medalhinha de Nossa Senhora da Conceição pelos republicanos do final da monarquia, e também durante a I República, ostenta as iniciais AM (Avé Maria) envolvidas pela legenda Padroeira do Reino e ainda hoje apresenta a tradicional banda monárquica em seda azul celeste.

 

 

© MAFLS


Julho 23 2014

 

Figura da série Bébé, modelada por Leonel Cardoso (1898-1987), representando um vilão madeirense.

 

Esta peça surge referenciada numa adenda manuscrita ao exemplar da tabela de Novembro de 1945, existente no CDMJA, sob a designação figura Bébé Homem da Madeira e o número 426, ao preço de 35$00. 

 

A presente imagem, que reproduz uma peça do acervo do Museu de Cerâmica de Sacavém, consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 21 2013

 

Figura da série Bébé, modelada por Leonel Cardoso (1898-1987), representando uma viloa madeirense.

 

Esta peça surge referenciada numa adenda manuscrita ao exemplar da tabela de Novembro de 1945, existente no CDMJA, sob a designação Mulher da Madeira e o número 427, ao preço de 35$00. 

 

A presente imagem, que reproduz uma peça do acervo do Museu de Cerâmica de Sacavém, consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 04 2011

© BAFCG

 

Fotografia de um painel de azulejos referenciado como tendo pertencido a uma loja da FLS no Funchal, Madeira.

 

O original desta fotografia é do coleccionador e perito em azulejaria João Miguel dos Santos Simões (1907-1972) e pode ser visto no acervo digital da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian (http://www.flickr.com/photos/biblarte/4574299911/). 

 

Curiosamente, o painel encontra-se datado de 1957 e assinado por Hansi Staël (1913-1961), a consagrada ceramista que em Portugal desenvolveu a maioria do seu trabalho na fábrica Secla, das Caldas da Rainha.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds