Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Julho 25 2014

 

Prato raso, formato Aldeia, apresentando o motivo 627, uma variante cromática, a azul, do motivo 626 (http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/motivo+626).

 

Note-se, nesta variante, o complemento a ouro na filetagem circular interior.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 06 2012

 

Caixa em faiança, enquadrável nos modelos vulgarmente denominados como caixas boleiras, com cerca de 13,8 x 21,8 x 14,5 cm., apresentando pequenas variantes do motivo 626 (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/motivo+626) da FLS.

 

Apesar da quase total coincidência nos detalhes do motivo, esta peça não foi produzida pela FLS mas sim pela fábrica alemã Steingutfabrik Störnewitz AG, localizada em Meissen-Störnewitz.


Partindo do pressuposto, muito provavelmente correcto, de que este motivo tenha sido lançado em primeiro lugar pela SS, volta-se a documentar mais uma vez a significativa influência das decorações cerâmicas alemãs na produção de uma fábrica portuguesa administrada por diversas gerações de ascendência inglesa...


Note-se ainda como o registo de produção da SS Meissen é exactamente igual ao da FLS na época, um registo comum também a muitas outras fábricas europeias desde o século XIX – um número inciso (736) para o formato e um número carimbado (1890), ou pintado, consoante o acabamento, para o motivo.


Conforme já havia sido declarado no passado fim-de-semana, estas imagens são dedicadas ao espaço MUONT (http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/), que acaba de completar um ano de publicação, e aos seus autores, a quem endereço felicitações pela efeméride.

 

 

© MAFLS


Outubro 29 2012

 

Bule formato Porto decorado com o motivo 626, esponjado e pintado à mão, sob o vidrado.

 

Note-se como a letra "R" surge quer na base quer no interior da tampa. Uma hipótese para a aposição de esta letra nas peças da FLS é a de que esta possa corresponder à indicação de refugo.

 

No caso deste exemplar, tal classificação seria consentânea com uma pequena cratera no rebordo do bule, correspondente a uma bolha cuja rebentação terá ocorrido durante o cozimento, e com a deficiente vitrificação da parte superior da tampa. 

 

Agora, como explicar que essa letra já tivesse sido carimbada na pasta antes da vitrificação? Mais, estando a peça já classificada como refugo, para quê cozê-la novamente e, como acontece nalguns outros exemplos conhecidos, proceder ainda à sua decoração sobre o vidrado ou à sua filetagem a dourado? 

 

Veja-se um conjunto de chávena e pires formato Ourique, com este motivo, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/40059.html.

 

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 01 2010

 

Conjunto de chávena de pequeno-almoço (almoçadeira) e pires, formato Ourique, decorado com o motivo 626 esponjado e pintado à mão, sob o vidrado.

 

Este conjunto surge no catálogo de formatos  de Maio de 1950 sob a designação "Chávenas c/ Pires p/ Almoço", que inclui os seguintes formatos – Aldeia, Cascais, Hotel, Inglês, Madeira, Ourique e W. [Wagon] Lits.

 

Pequena jarra Schramberg, de finais da década de 1920, princípios da década de 1930.

 

Esta decoração é evocativa de decorações em tonalidades de uma só cor de algumas fábricas alemãs, bem como das técnicas e decorações policromáticas que se utilizavam em algumas peças da fábrica alemã Schramberg, empresa de onde parece terem sido oriundos alguns dos técnicos estrangeiros da FLS que chegaram à fábrica nas décadas de 1920 e 1930.

 

Conhecem-se exemplares de outros formatos com esta decoração, variantes em tons de azul e variantes com decoração dourada aplicada sobre o vidrado, também em diversos formatos.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar