Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Junho 12 2013

 

Pequena tigela formato Norte, do último período de produção da FLS, decorada com esmalte verde aplicado a aerógrafo sobre stencil (chapa recortada).



© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 20 2012

 

Tigela formato Meia-Cana com complementos a ouro e efeito nacarado sobre o vidrado. 

 

Este efeito nacarado, equivalente a uma versão mais ténue do popular efeito casca de cebola no vidro português, e denominado na técnica vidreira, em inglês, como flashing, ocorre sobre o vidrado da peça, não devendo ser confundido com as listas alaranjadas verticais que decoram, sob o vidrado, a tigela.

 

O formato Meia-Cana encontra-se reproduzido no Catálogo de Formatos de Loiças Domésticas, de Maio de 1950.

 

 

 

© MAFLS


Abril 16 2012

 

Pequena tigela formato Norte, do último período de produção da FLS, decorada com esmalte aplicado a aerógrafo sobre stencil (chapa recortada).

 

Note-se, à esquerda, a duplicação dos losangos e dos círculos resultante da sobreposição da chapa recortada usada na aplicação do motivo.

 

 

© MAFLS


Outubro 11 2011

 

Tigela, formato Francês, com o motivo 771 estampado a castanho sob o vidrado.

 

 

© MAFLS


Julho 02 2011

 

 

Pequena taça em pasta feldspática, executada por ceramista português não identificado, datável de finais do século XX ou princípios do século XXI. Assinada J. B. (?).

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 29 2011

 

Tigela formato Sacavém com decoração de cenas rurais estampadas e pintadas à mão sobre o vidrado.

 

 

Note-se como esta decoração sobre o vidrado apresenta a característica degradação escamada do esmalte, pormenor particularmente visível na indumentária de um dos trabalhadores representados na ilustração principal e nos elementos da ilustração complementar.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Janeiro 20 2011

 

Tigela formato Francês com decoração estampada sobre o vidrado. 

 

Esta decalcografia é semelhante a diversas outras estampas, com paisagens e tratamento estilizado da vegetação, utilizadas em várias fábricas inglesas durante as décadas de 1920 e 1930.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 18 2010

 

Tigela formato Meia-Cana com decoração estampada sobre o vidrado. 

 

Este formato não se encontra referenciado na Tabela de Preços de Janeiro de 1932, onde surgem três formatos – Douro, Francez e Liso. Segundo indicações da mesma, as capacidades das tigelas variam entre o decilitro e os 12,5 decilitros.

 

Nessa tabela surgem também referenciadas as tigelas de lavar, com capacidades que variam entre os 4 e 12 decilitros, as tigelas para pudings, com capacidades variando entre os 1,5 e 25 decilitros, e os tigelões, com capacidades variando entre os 16 decilitros e os 5,5 litros.

 

O formato Meia-Cana encontra-se reproduzido no Catálogo de Formatos de Loiças Domésticas, de Maio de 1950.

 

 

© MAFLS


Setembro 26 2010

 

Tigela formato Sacavém com decoração a chapa recortada (stencil) e aerógrafo.

 

 

© MAFLS


Setembro 08 2010

 

 

Tigela formato Francês, do 5.º, decorada a trincha sobre stencil (chapa recortada), sob o vidrado.

 

Note-se como as rosas estilizadas remetem para o design geometrizante e Arte Nova das "rosas escocesas" de Charles R. Mackintosh (1868-1938).

 

Compare-se esta estilização floral com uma outra que foi apresentada anteriormente: http://mfls.blogs.sapo.pt/39330.html.

 

De acordo com a Tabela de Loiças Domésticas, de Janeiro de 1932, o formato Francês produzia-se em seis lotes – 3.º, 4.º, 5.º, 6.º, 7.º e 8.º, correspondendo cada um, respectivamente, às seguintes capacidades – 9, 7, 5, 3,5, 2 e 1,5 decilitros.

 

O preço para cada dúzia de tigelas do 5.º estava tabelado a 12$70 para "Branco", 13$70 para "Colorido s/ ouro" e 15$65 para "Colorido c/ ouro". 

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar