Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Abril 16 2014

 

Grande escultura de um tigre em grés com vidrado semi-mate em diversos tons de castanho.

 

Este exemplar do acervo do MCS, onde se encontra catalogado sob o número 2980, foi exibido na exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, sendo a fotografia da autoria de João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

Veja-se uma outra variante de cor e vidrado aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/6824.html.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Setembro 12 2013

 

Jarra moldada em relevo com vidrado verde mate.

 

É esta uma das variantes mais invulgares da conhecida " Jarra Caçadores, em relevo", já referida aqui anteriormente: http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/jarra+formato+29. Para outras variantes vejam-se também as diversas publicações de MUONT que foram dedicadas a este modelo, surgindo o exemplar mais interessante aqui: http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/2012/07/jarra-art-deco-cacadores-em-relevo-cor.html.

 

A presente imagem consta do catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005, e é da autoria do fotógrafo João Francisco Vilhena (n. 1965).

 

Note-se que a imagem original foi registada em película e posteriormente digitalizada, o que afectou a sua qualidade e não reflecte as características que uma impressão em papel fotográfico oferece.

 

Esta peça integra a colecção de Clive Gilbert.

 

© MAFLS


Maio 26 2013

 

Jarra em faiança da fábrica Aleluia, de Aveiro, com cerca de 25,2 cm. de altura, apresentando três diferentes animais estilizados pintados à mão sobre stencil (chapa recortada). Cada um destes animais repete-se duas vezes na superfície central da jarra.

 

Estas tonalidades e este vidrado semi-mate evocam uma imagem de marca característica da fábrica inglesa Poole Pottery nas décadas de 1950 e 1960, muito embora tal decoração figurativa não seja característica dos motivos preferidos pelos designers da empresa na época, nomeadamente de Alfred Burgess Read (1898-1973), que favoreciam uma decoração repetitiva e minimalista, sim, mas baseada mais em linhas e motivos geométricos.

 

 

© MAFLS


Maio 01 2013

 

Figura de avestruz, correspondente ao formato 311,  em vidrado semi-mate.

 

Esta figura surge na tabela de preços de Novembro de 1945 sob a referência "Figura Avestruz", ao preço de 53$00 para "Colorido s/ ouro". Por outro lado, na tabela de Maio de 1951 surge a 61$00, para "Côres Mates ou coloridos s/ ouro", não constando já da tabela de Maio de 1960.

 

Fotografias da peça por Hector Castro, coleccionador e proprietário deste exemplar, a quem se agradece a cedência das imagens.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Setembro 29 2012

 

Bule formato Coimbra, com filetagem e decoração pintada à mão sobre um vidrado mate denominado Porto.

 

Um conjunto de chávena e pires, do mesmo formato e com a mesma decoração, já foi anteriormente publicado aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/177050.html.

 

 

© MAFLS


Agosto 08 2012

 

Ainda mais um exemplar em grés das reproduções não marcadas efectuadas no último período da FLS.

 

Com cerca de 16 x 25,4 x 6,8 cm. trata–se de uma peça que poderá corresponder à "Figura Leopardo", a qual aparece referenciada na tabela de preços de 1945 sob o número 325, com o preço de 141$00, para as peças coloridas sem ouro, e já não surge na tabela de Maio de 1960.


Embora este exemplar não ostente assinatura visível, tal como acontece com a maioria das peças tardias em grés, sabe-se que o original foi modelado por Donald Gilbert (1901-1961).


Conhecem-se outros exemplares em faiança com diferente vidrado, um dos quais, pertencente à colecção particular de Maria João Pinheiro e Jorge Andrew, assinado [Gilbert], marcado e com acabamento totalmente prateado, foi exibido na exposição Porta Aberta às Memórias, segunda edição, realizada no MCS em 2009.


Veja-se uma fotografia onde um exemplar similar a este está reproduzido, e se pode perceber a volumetria relativa das peças, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/176503.html


© MAFLS


Junho 25 2012

 

Chávena e pires, formato Coimbra, com filetagem e decoração esmaltada pintada à mão sobre um vidrado beige mate denominado Porto.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Maio 22 2012

 

Jarra, com cerca de 22,6 x 29,8 x 16,2 cm., decorada exclusivamente com um vidrado monocromático semi-mate.

 

Este modelo, que corresponde ao formato 289, surge na tabela de Novembro de 1945 sob esse número e a designação "Vaso oblongo c/ asas", ao preço de 70$00 para " Colorido s/ ouro", surgindo ainda na tabela de Maio de 1951 ao preço de 80$50 para "Côres Mates ou coloridos s/ ouro", mas não surgindo já na tabela de Maio de 1960. Curiosamente, esta jarra não consta do catálogo de formatos de jarras da FLS anteriormente reproduzido: http://mfls.blogs.sapo.pt/123502.html.

 

Uma outra peça da FLS com este tipo de vidrado, representando um cão Scottish Terrier, pode ser vista aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/23843.html.

 

O vidrado aqui aplicado evoca claramente um vidrado semelhante anteriormente desenvolvido por Wilhelm Kåge (1889-1960) e pela fábrica sueca Gustavsberg para a sua linha Argenta (cf. http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/78448.html), o mesmo acontecendo com as linhas depuradas e classicizantes deste formato.

 

Veja-se uma variante desta jarra, em cor de laranja, publicada por MUONT, aqui: http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/2011/12/jarra-de-asas-com-enrolamentos-sacavem.html#links.

 

 

© MAFLS


Março 21 2012

 

          

 

Castiçal com vidrado beige semi-mate, apresentando um conjunto de três patos que, considerados individualmente, parecem sugerir também um formato para argola de guardanapos.

 

Esta peça, cujas dimensões correspondem a cerca de 11,1 x 21,1 x 6 cm., surge referenciada na tabela de Novembro de 1945 sob o formato 243 e a designação "Castiçal modêlo Patos para 3 velas", ao preço de 44$00 para "Colorido s/ ouro".

 

Este formato já não está incluído na tabela de Maio de 1960.

 

 

© MAFLS


Março 10 2012

 

          

 

Duas pequenas figuras em faiança da fábrica Aleluia, Aveiro, com vidrado mate translúcido e bases pintadas a ouro.

 

A delicadeza e elegância destas duas corças são acentuadas pelo uso exclusivo do vidrado mate e do ouro, uma opção de acabamento característica de algumas peças de meados da década de 1950, que visava realçar o seu aspecto escultural.

 

Sendo habitualmente um acabamento reservado para peças de menores dimensões, devido ao custo do ouro, o seu uso é também conhecido em cinzeiros e pequenas jarras, mas com uma aplicação muito mais parcimoniosa de ouro, por vezes combinada com feéricos esmaltes multicoloridos (cf. http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/371206.html).

 

As peças medem cerca de 8,6 cm. e 5,6 cm. de altura, apresentando esta última a referência X228-F.

 

 

© MAFLS


mais sobre mim
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


pesquisar