Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Maio 23 2010

 

Jarra produzida na Marinha Grande em vidro doublé (termo francês utilizado nessa região para referir o vidro com duas camadas, habitualmente com decoração no interior, designado também cased glass, em inglês), com decoração escorrida a branco, no interior, e  decoração a azul e ouro no exterior.

 

Uma variante desta técnica tornou-se particularmente célebre durante os séculos XVIII e XIX, na Boémia e na Alemanha, com a designação zwischengoldglass, visto encerrar normalmente uma decoração a ouro entre (zwischen) as duas camadas de vidro.

 

A decoração exterior desta jarra é muito semelhante a uma outra, efectuada em cerâmica e atribuída a Álvaro Mendes Alves (1905-1996), reproduzida no catálogo da exposição Dar Sentido à Argila: Os Ateliês de Decoração na Fábrica da Loiça de Sacavém, realizada no MCS em 2007. 

 

Ambas as peças, apesar do diferente formato, apresentam, inclusivé, dimensões aproximadas − cerca de 12 centímetros de altura. A criação da decoração desta jarra em vidro poderá, portanto, ser atribuível a esse pintor e decorador da FLS.

 

Como se documentará posteriormente, Álvaro Mendes Alves terá também contribuído com outras decorações para a indústria vidreira da Marinha Grande.

 

 

Exemplo de um copo da Europa Central, provavelmente do século XIX, com dupla camada de vidro e decoração a esmalte e dourado no exterior.

 

O espaço entre as duas camadas de vidro não foi no entanto preenchido, sendo apenas utilizado para criar sombras e conceder profundidade à decoração principal, em conjunto com o tratamento de foscagem que se aplicou num rectângulo da camada interior, precisamente atrás da paisagem pintada na superfície exterior.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
18
20
22

24
26
28

30


pesquisar
 
subscrever feeds