Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Outubro 31 2010

 

Grande azulejo (aproximadamente 20 x 20 x 1,8 cm.) produzido cerca de 1960 por Ferreira da Silva (n. 1928), para a fábrica Secla, das Caldas da Rainha.

 

No tardoz apresenta, incisas, a sigla e as iniciais do artista, "FS", a inscrição "Secla / Portugal" e o número "19", correspondendo este número à decoração.

 

Entre outras, a Secla promoveu uma exibição da obra de Ferreira da Silva na The Architectural League of New York (http://archleague.org/), durante o ano de 1960, onde se expuseram azulejos similares a este.

 

Durante essa década, os azulejos da Secla foram importados para os EUA pela empresa Frost Ceramic Imports.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 30 2010

 

Pequena jarra da Fábrica do Carvalhinho com pintura à mão, sob o vidrado, e a seguinte inscrição:

 

" DÔCE MEL DE PORTUGAL, / UMA GÔTA EM CADA FLÔR / LOUVADO SEJA O SENHOR! ".

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 28 2010

 

Azulejo com decoração moldada em relevo e retoques a dourado sobre o vidrado.

 

No tardoz apresenta a inscrição "SACAVEM", em relevo.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 26 2010

 

Jarro, formato Boneca Holandeza, pintado sobre o vidrado.

 

Este jarro corresponde ao formato 168, referenciado na tabela de Novembro de 1945 ao preço de 22$00 para "Colorido s/ ouro". Na tabela de Maio de 1951 surge a 24$00, para "Coloridos Mates ou coloridos s/ ouro", e na de Maio de 1960 a 24$00, para "Branco colorido S/ ouro".

 

Qualquer um destes três catálogos refere dois modelos similares, indicando o de 1960 que o número 168 corresponde a um "Jarro para água formato rapariga Holandesa" e o 169 a um "Jarro para água formato rapariga Holandesa, c/ tampa". O exemplar deste catálogo existente no CDMJA refere que o peso desta peça é de 723 gramas.

 

Fará conjunto com duas outras peças já reproduzidas anteriormente (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/modelo+holand%C3%AAs).

 

Um modelo similar a este, do acervo do MCS, foi exibido na exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada em 2005 nos EUA.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 24 2010

 

Azulejo, com as dimensões aproximadas de 12,2 x 18,4 cm., pintado à mão sob o vidrado. No tardoz apresenta a inscrição "SACAVEM", em relevo.

 

A linha do horizonte parece corresponder àquela que se encontra desde Sacavém a Vila Franca de Xira, quando vista de Alcochete ou de outro ponto, a seu montante, da margem sul do Tejo.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01
Tags: ,

Outubro 23 2010

 

Pratos decorativos em porcelana da Electro-Cerâmica do Candal, com estampagem policromada, esmalte aerografado, nos rebordos, e retoques e filetagem a dourado, sobre o vidrado.

 

No prato reproduzido acima apresenta-se a imagem de uma truta-salmonada (Salmo trutta L.) e no reproduzido abaixo a imagem de uma variante de barbo (Barbus barbus L.), ambos peixes comuns nas águas fluviais portuguesas (cf. http://www.cartapiscicola.org/).

 

Embora, à primeira vista, esta decoração pareça não ter qualquer influência oriental, note-se como os remates dourados dos rebordos fazem lembrar duas folhas sobrepostas de ginkgo (Ginkgo biloba L.), árvore sagrada para os budistas e conotada no ocidente com a China e o Japão, e a representação dos peixes em grande plano evoca o tratamento gráfico das xilogravuras japonesas.

 

Prato estampado da série Aquarium, desenhada no final do século XIX por William S. Coleman (datas desconhecidas) para a fábrica inglesa Mintons.

 

A Empresa Electro-Cerâmica foi fundada no Candal, Vila Nova de Gaia, por escritura de 28 de Março de 1919, com o capital social de 599.940$00.

 

A 9 de Junho de 1921 esse capital foi aumentado para 3.600.000$00, ficando assim distribuído: Joaquim Pereira Ramos, 496.870$00; Pinto da Fonseca & Irmão, 300.060$00; Joaquim Pinto Leite, Filho & C.ª, 300.060$00; Dr. José Pereira Caldas, 287.370$00; Banco Comercial do Porto, 135.720$00; Banco Aliança, 54.000$00; Alfredo Pinto de Castro e Silva, 18.000$00; Calisto Bueri, 5.400$00; e Dr. Manuel José Coelho, 2.520$00 (Note-se que apesar de o  Diário do Governo indicar o capital de 3.600.000$00, a soma das parcelas totaliza apenas 1.600.000$00).

 

A 27 de Outubro de 1932 foi reduzido para 90.000$00, ficando distribuído por 100.000 acções no valor nominal de 90 centavos. A 23 de Agosto de 1935 a empresa alterou novamente os seus estatutos, mantendo o valor do capital social, embora a administração tenha sido autorizada a aumentá-lo para 900.000$00, quando considerado oportuno.

 

 

A 27 de Janeiro de 1945 a empresa aumentou o seu capital de 900.000$00 para 5.000.000$00, um aumento de 4.100.000$00 que ficou assim distribuído: António Coimbra e Irmão, 20.250$00; Fernando Henrique Braga Vareta, 4.050$00; Luiz Alves de Carvalho, 40.500$00; Álvaro Fernandes Ferreira, 2.070$00; Banco Espírito Santo e Comercial de Lisboa, 810$00; Amadeu Martins Pinto, 450$00; António Dias de Carvalho, 8.100$00; Óscar Guisado, 1.260$00; Pacheco, Filhos, Limitada, 94.230$00; José de Vilas Boas, 221.400$00; Moses Amzalak, 30.330$00; e Fábrica de Porcelanas da Vista Alegre, Limitada, 3.676.550$00.

 

A 9 de Abril do mesmo ano, a empresa, já controlada pela Vista Alegre, adquiriu 50% do capital da Sociedade de Porcelanas, Limitada, de Coimbra. Os restantes 50% do capital social da SP, que passou a totalizar 1.000.000$00, foram adquiridos pela VA. Conforme se constata em nova publicação no Diário do Governo, este processo apenas se concluíu a 17 de Junho de 1945.

 

Desta série de pratos conhece-se ainda um outro exemplar apresentando uma imagem de um lavagante europeu (Homarus gammarus, antes genericamente classificado como Cancer gammarus L.), que não se reproduz devido ao seu extremo mau estado.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 13:09

Outubro 22 2010

 

Terrina Art Déco, formato Estoril, decorada como o motivo 989, e filetagem a dourado, sobre o vidrado.

 

Este corresponde ao formato Casino, lançado cerca de 1932 pela fábrica inglesa Royal Doulton. A própria decoração é semelhante às decorações Marquis (laranja e preto) e Radiance (verde e preto) apresentadas por essa fábrica.

 

No entanto, na composição dos serviços Estoril a FLS apenas produziu pratos cobertos, saladeiras (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/38568.html) e terrinas seguindo o formato Casino, da Royal Doulton. Os serviços de café e chá correspondiam a um outro formato, com denominação desconhecida, apresentado pela fábrica inglesa Carlton Ware (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/27114.html).

 

As terrinas, saladeiras e pratos cobertos formato Estoril não estão referenciadas nas tabelas de 1932 e 1938 mas surgem no catálogo de 1950. 

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 20 2010

 

Malga formato Liso, decorada a stencil (chapa recortada) sob o vidrado com marca do importador marroquino, S. J. Benchaya, Casablanca.

 

Os termos malga e tigela são algumas vezes usados indistintamente em Portugal, embora o catálogo de formatos da FLS, de Maio de 1950, documente bem a diferença que, na produção da fábrica, existe entre os dois recipientes. A tigela é um recipiente com fundo interior côncavo. A malga é sempre mais larga que alta, apresentando geralmente o fundo liso.

Assim, as tabelas de 1932 e 1949 referem que as malgas têm uma capacidade que varia entre os 2 e 30 decilitros, enquanto a das tigelas varia entre os 1 e 12 decilitros. A primeira tabela refere três variantes de formato para as malgas – Espanhol (cazoletas), Liso, e Relevo.

 

Na tabela de 1949 já não está referenciado o formato Relevo, surgindo o termo cazoletas grafado cazoletos na tabela de 1949 e gazoletos no catálogo de 1950.

 

Esta malga mede cerca de 22 cm. de diâmetro e tem uma capacidade de 11 decilitros, pelo que corresponde ao 4.º formato da tabela de 1932, onde surge ao preço de 2$45 para Colorido, e de 1949, onde surge ao preço de 6$00, para Branco, 7$00, para Colorido s/ ouro Classe A, 8$00, para Colorido s/ ouro Classe B, e 10$00, para Colorido s/ ouro Classe C.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 18 2010

 

Tigela formato Meia-Cana com decoração estampada sobre o vidrado. 

 

Este formato não se encontra referenciado na Tabela de Preços de Janeiro de 1932, onde surgem três formatos – Douro, Francez e Liso. Segundo indicações da mesma, as capacidades das tigelas variam entre o decilitro e os 12,5 decilitros.

 

Nessa tabela surgem também referenciadas as tigelas de lavar, com capacidades que variam entre os 4 e 12 decilitros, as tigelas para pudings, com capacidades variando entre os 1,5 e 25 decilitros, e os tigelões, com capacidades variando entre os 16 decilitros e os 5,5 litros.

 

O formato Meia-Cana encontra-se reproduzido no Catálogo de Formatos de Loiças Domésticas, de Maio de 1950.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 17 2010

 

Taça moldada em porcelana, pintada a esmalte policromado sobre linhas incisas. Assinada na pasta com as iniciais "S. R." (Sandra Ribeiro, n. 1980) e datada "06" (2006).

 

Como se pode verificar, a taça apresenta em fundo um acabamento biscuit, ganhando relevo convexo no centro. A concavidade daí resultante, no verso, está também pintada a esmalte, ligando-se à decoração da frente através de um traço contínuo.

 

  

Sandra Ribeiro frequentou o curso de Escultura Cerâmica Contemporânea do CENCAL, nas Caldas da Rainha (cf. http://www.cencal.pt/pt/default.htm),  possuindo um atelier próprio e estando também ligada ao Espaço 23, na Nazaré.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
15

19
21

25
27
29



arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar
 
subscrever feeds