Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Novembro 26 2017

 

Pequena jarra, com cerca de 14 cm. de altura, em porcelana da Electro-Cerâmica do Candal, Vila Nova de Gaia.

 

Um novo exemplar ilustrando uma das combinações decorativas mais comuns da fábrica – secções parcialmente esmaltadas a uma só cor, motivos florais estampados, filetagem a dourado.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 18 2017

 

Pequena jarra, com cerca de 13,2 cm. de altura, apresentando decoração escorrida.

 

Embora não ostente qualquer marca na base, decoração escorrida semelhante a esta é característica, em Portugal, da produção de várias fábricas das Caldas da Rainha.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 15 2017

 

Chávena de café e pires, formato Aldeia, ostentando o motivo 627.

 

Este motivo, através da introdução do azul e do dourado, é uma variante do motivo 626, o qual, como já se referiu, surge também na produção da fábrica alemã Steingutfabrik Störnewitz AG (http://mfls.blogs.sapo.pt/200616.html).

 

Vejam-se outras peças com este motivo, mas no formato Sacavém, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/motivo+627.

 

 

 © MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 12 2017

 

Chávena de chá, e pires, em porcelana da Vista Alegre, Ílhavo.

 

Este conjunto apresenta decoração floral pintada à mão complementada com espessa filetagem, interior e exterior na taça, a ouro.

 

 

Embora este conjunto apresente marca correspondente ao período de 1922-1968, o formato das peças, particularmente o facto de a chávena não apresentar qualquer asa e o alto rebordo do pires, remete para a tradição dos formatos de final do século XVIII e princípio do século seguinte.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 04 2017

 

Pequeno prato em faiança, com cerca de 23 cm. de diâmetro, apresentando decoração floral policromática pintada à mão sob o vidrado.

 

Não apresenta qualquer marca visível no tardoz, mas insere-se na tipologia dos pratos com abas reticuladas produzidos em diversas regiões cerâmicas portuguesas (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/abas+recortadas).

 

Pelo tipo de pasta, considerando a sua cor e o seu peso, poderá especular-se que seja uma peça oriunda da região de Alcobaça ou do polígono cerâmico delimitado por esta localidade, Leiria e Pombal.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds