Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Março 28 2018

 

Numa invulgar operação de marketing e filantropia, a Fábrica Bordallo Pinheiro, das Caldas da Rainha, ofereceu esta semana duas peças de cerâmica à Junta de Freguesia do Areeiro e à cidade de Lisboa.

 

Em cerimónia que teve lugar no passado dia 26 de Março, uma escultura, de grandes dimensões, de um gato assanhado e uma peça de mobiliário urbano, um banco, também com um caracol de grandes dimensões, revestido a azulejos com motivos bordalianos, foram inauguradas na zona sul da Praça de Londres e num extremo da Rua Guerra Junqueiro.

 

 

A escultura do gato assanhado reproduz um modelo bordaliano criado em 1896. Na tarde do evento, foram oferecidas a alguns visitantes e clientes da loja Bordallo Pinheiro, na Rua Guerra Junqueiro, réplicas, de pequena dimensão, dessa figura.

 

Foram ainda distribuídos vouchers de 10% de desconto para aquisição de peças na mesma loja.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Março 24 2018

 

Duas lambrilhas ostentando no tardoz a marca, em relevo, [Viúva] Lamego.

 

Um exemplar semelhante ao do motivo com barco rabelo surge num anúncio publicado em 1959, mas estes motivos já eram comercializados no início da década anterior.

 

Aliás, de acordo com António Ferro (1895-1956), motivos deste tipo haviam sido apresentados pela primeira vez no pavilhão português da exposição de Paris de 1937 (http://mfls.blogs.sapo.pt/126700.html).

 

© MAFLS 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Março 21 2018

 

Chávenas de café e pires com filetagem a verde e decoração bicromática aplicada sobre stencil (chapa recortada).

 

Note-se que, apesar de o motivo ser igual, as chávenas apresentam dois diferentes formatos. 

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Março 18 2018

 

Grande prato decorativo, pintado à mão, em cerâmica da fábrica Alfe.

 

Como se verifica pelas inscrições, esta peça foi criada para assinalar a inauguração da Pousada de Santa Marinha, em Guimarães (https://www.pousadas.pt/en/hotel/pousada-guimaraes), que ocorreu a 24 de Junho de 1985.

 

A fábrica Alfe, produtora de faianças e porcelanas, surge registada em nome de Álvaro Rodrigues Ferreira, e filho, havendo indicação de ter a sua sede no Porto mas também na Meadela, em Viana do Castelo.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Março 10 2018

 

Pequena jarra em faiança da fábrica Artibus, Aveiro.

 

Como se tem vindo a divulgar neste espaço, a Artibus executou notáveis peças em porcelana. Contudo, produziu também alguns exemplares em faiança, como este que agora se apresenta.

 

Note-se que a marca patente nesta pequena jarra é diferente da inicial "A" que identificava as primeiras peças da Artibus, coincidindo assim com a marca mais tardia, provavelmente adoptada a partir da década de 1950, que apresenta o frontão de um templo suportado por cinco colunas.

 

 

© MAFLS 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Março 04 2018

 

Pequeno cachepot, com cerca de 12,5 cm. de altura e 12,8 cm. de diâmetro máximo, em faiança da fábrica Raúl da Bernarda, Alcobaça.

 

Note-se como, partindo do padrão tradicional de recorte triangular que surge na base, se desenvolve nesta peça um conjunto floral de gramática essencialmente pós-modernista.

 

O motivo apresentado aqui pelo artista norte-americano Ken Cornet (1942-2015) insere-se claramente na tendência de outros motivos florais pós-modernistas, como os desenvolvidos pelo designer neerlandês Maarten Vrolijk (n. 1966), um dos quais, aplicado num notável conjunto de chávena e pires da fábrica alemã Rosenthal comercializado também na década de 1990, tal como este cachepot, pode ser visto aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/110967.html.

 

 

 © MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

19
20
22
23

25
26
27
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds