Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Abril 29 2018

 

Jarra bojuda, ou cachepot, com cerca de 25 cm. de altura e 23,8 cm. de diâmetro máximo, da autoria do artista plástico moçambicano Inácio Matsinhe (n. 1945).

 

Note-se como este exemplar assume e explora as imperfeições do vidrado, conjugando-as com motivos que sugerem frutas e vegetais sobre um fundo evocativo de uma origem terrosa.

 

Veja-se outra peça cerâmica do mesmo autor, produzida dez anos depois desta, aqui: https://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-ccxxxv-337311.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 21 2018

 

Pequena escultura, em faiança, representando um cervo.

 

Embora esta peça não apresente qualquer marca, conhece-se um exemplar semelhante com a marca circular da Estatuária, de Coimbra.

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 15 2018

 

Jarra, com cerca de 28,2 cm. de altura, em faiança da Arfai, Alcobaça.

 

Mais uma peça que ilustra a grande diversidade de revestimentos e vidrados aplicados nesta fábrica, desta vez num formato reminiscente, se ignorarmos a ausência de asas, dos clássicos cântaros.

 

Tal como acontece com todas as outras peças aqui anteriormente reproduzidas, e executadas na Arfai, esta jarra não ostenta a marca da fábrica, apresentando apenas a notação, manuscrita, P2 na base.

 

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 11 2018

 

Taça, formato Avenida, com decoração floral estampada sobre o vidrado.

 

Realizar-se-á no próximo 22 de Abril, domingo, pelas 15h00, nas instalações do Museu de Cerâmica de Sacavém, uma Assembleia Geral da Associação de Amigos da Loiça de Sacavém.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 07 2018

 

Pequena jarra, com decoração pintada à mão, em faiança da OAL, Olaria de Alcobaça.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 01 2018

 

Pequena jarra, com cerca de 16,3 cm. de altura, em porcelana da fábrica Vista Alegre, de Ílhavo.

 

A decoração desta peça foi executada à mão e apresenta um motivo marinho com algas. Curiosamente, um motivo semelhante foi também aplicado numa pequena jarra, em faiança, de outra fábrica da região, a S. Roque, de Aveiro, como já foi anteriormente documentado aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-cccxxxvi-385770.

 

Um outro exemplar deste formato art déco da VA, ostentando uma decoração minimalista repetitiva mas também com marca do período 1922-1947, já tinha sido aqui apresentado: http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-cccxxv-382563.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

30


pesquisar
 
subscrever feeds