Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 07 2012

 

 

Caneca formato Lagos, do último período de produção da FLS, com decoração sobre o vidrado.


Veja-se o mesmo motivo, noutras cores, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/177761.html. Conhecem-se ainda outras canecas deste formato, com este motivo, apresentando diferentes combinações de cor.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Agosto 18 2012

 

Chávena de chá e pires formato Sacavém, apresentando como decoração um conjunto de filetagem a esmalte azul e preto, sobre o vidrado.


Apesar de a decoração sobre o vidrado se encontrar quase intacta, note-se como, sob o vidrado, a pasta se encontra extensivamente manchada devido à absorção dos líquidos colocados no conjunto.


Veja-se uma decoração em laranja, com filetagem próxima desta, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/10210.html.



© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Agosto 14 2012

 

Prato raso, do último período, da FLS com decoração de inspiração oriental sobre o vidrado.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Agosto 10 2012

 

Azulejo pintado à mão, apresentando um trecho do bairro de Alfama, em Lisboa. No tardoz apresenta a inscrição circular em relevo "SACAVEM UCEL MADE IN PORTUGAL", com o número "4A" no interior.

 

A UCEL (União Cerâmica Exportadora, Lda.) era uma organização das décadas de 1960 e 1970 destinada a promover a exportação cerâmica através de um conglomerado empresarial representativo de várias fábricas nacionais.

 

Entre as empresas que se associaram à UCEL encontravam-se a FLS e a Carvalhinho.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Julho 23 2012

 

Tigela formato Norte, do último período de produção da FLS, decorada com esmalte aplicado a aerógrafo sobre stencil (chapa recortada).

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Julho 19 2012

 

Azeitoneira formato Concha com vidrado microcristalino.

 

Peça semelhante a duas outras ilustradas anteriormente (http://mfls.blogs.sapo.pt/162460.html) apresentando esta, no entanto, a inscrição Made in Portugal incorporada na marca.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Julho 17 2012

 

Cavaleiro tauromáquico em biscuit, designado na FLS como barro Parian, com as dimensões aproximadas de 21,8 x 17,5 x 7,6 cm.

 

As figuras da FLS relacionadas com cavalos e tauromaquia parecem ter  sido essencialmente modeladas por Leonel Cardoso (1898-1987), que criou aquela que será a figura de toureio a cavalo mais conhecida da fábrica (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/11619.html) e um medalhão em barro parian dedicado ao cavaleiro João Núncio (1901-1976), e Armando Mesquita (1907-1982), que executou diversos modelos de cavalos e figuras equestres, particularmente para a série de cavaleiros militares (http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/militaria).

 

Através de uma pequena estátua em bronze, Armando Mesquita homenageou também o cavaleiro tauromáquico Joaquim José Correia (1945-1966), seu sobrinho, falecido na sequência de uma colhida sofrida na praça de touros do Campo Pequeno, em Lisboa.

 

Existiram ainda mais dois modeladores da FLS que executaram figuras de cavalos produzidas em barro Parian – o já mencionado Clariano Casquinha da Costa (n. 1929, activo na FLS durante as décadas de 1950 e 1960) e António Moreira (datas desconhecidas), que lhe sucedeu na FLS. Segundo Clive Gilbert (n. 1938), o primeiro executou, entre outras peças, um modelo da égua Aureole, que venceu a corrida de Epsom em 1953, e o segundo uma estatueta equestre do visconde de Turenne e duque de Bouillon, Henri de la Tour d'Auvergne (1555-1623).

 

A figura apresentada acima não ostenta qualquer assinatura visível, mas uma fotografia existente no CDMJA e exibida na exposição Percurso Documental pelos Artistas da Fábrica de Loiça de Sacavém, realizada no MCS em 2007, atribui a sua autoria a Clariano Casquinha da Costa.

 

Note-se, aliás, a semelhança de traços faciais, particularmente do nariz, entre esta peça e alguns dos putti de sua autoria que já foram aqui apresentados (http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/clariano casquinha da costa). 

 

Da produção da FLS em barro Parian conhecem-se ainda mais dois cavaleiros tauromáquicos, com diferente modelação e diferentes dimensões – um maior do que este, outro menor, eventualmente modelados também por Clariano Casquinha da Costa.

 

No exemplar da tabela de preços de 1960 existente no CDMJA refere-se que o preço desta peça, catalogada sob o número 702 e a designação "Cavaleiro Tauromáquico", é de 350$00, sendo o seu peso de 520 gramas.

 

As peças em barro Parian da FLS ainda se produziam em 1979, como se pode constatar na tabela de preços de 15 de Maio desse ano, onde surgem referenciados 27 exemplares. Nessa tabela, este "Cavaleiro Tauromáquico" surge a 1.077$00, sob a referência 9524, que se pode ver abaixo.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Julho 11 2012

 

Jarra, com cerca de 18,8 cm. de altura, apresentando decoração aplicada a ouro sobre o vidrado. Como já foi referido, o azul cobalto que serve de fundo à decoração dourada denominava-se na FLS Azul Sèvres.

 

Este exemplar corresponde ao formato número 72 do catálogo de jarras da FLS anteriormente reproduzido (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/123502.html), um catálogo que documenta as diferentes proporções relativas das peças.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Julho 05 2012

 

Caneca, formato Lagos, com decoração sobre o vidrado.

 

Comparem-se as cores e linhas desta decoração com as da capa e contracapa do catálogo de uma exposição da obra do pintor Nadir Afonso (n. 1920), realizada na Galeria S. Mamede, Lisboa, em 1984, reproduzido abaixo.

 

           

 

A obra que ilustra a capa inclui-se numa fase da obra do pintor, densenvolvida essencialmente durante a década de 1950, que veio a designar-se por período egípcio (cf. http://www.nadirafonso.com/obra/periodos/periodo-egipcio/).

 

A caneca, como se pode comprovar pela marca, é posterior ao final da década de 1960.

 

Veja-se ainda um conjunto de chávena de café e pires da mesma época, onde o verde e o laranja  também surgem, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/52503.html.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 07 2012

 

Pequena figura de corça em barro parian, com cerca de 8,4 x 8,8 x 4,7 cm., apresentando incisa na parte superior da base a assinatura "Clariano" (Clariano Casquinha da Costa, n. 1929, activo na FLS durante as décadas de 1950 e 1960).

 

Não existe consenso quanto às datas de actividade de Clariano Casquinha da Costa na FLS – segundo os dados da exposição Percurso Documental pelos Artistas da Fábrica de Loiça de Sacavém, realizada no MCS em 2007, tal terá ocorrido entre 1958 e 1974. Segundo Clive Gilbert (n. 1938), último proprietário da FLS, Clariano Casquinha da Costa terá saído da FLS em 1965, indo trabalhar para a fábrica de Valadares.

 

Note-se ainda que os dados constantes da referida exposição são contraditórios, pois ali se exibiu a fotografia de um cavaleiro tauromáquico da autoria de Clariano Casquinha da Costa, com a indicação de que a peça se encontra já referenciada na tabela de 1951, quando as datas apontadas para a sua actividade na FLS são 1958-1974.

 

Esta peça encontra-se referenciada na tabela de Maio de 1960 sob o número 661 e a designação "Figura Gazela", ao preço de 100$00, não surgindo já na tabela de Maio de 1979.

 

No exemplar da tabela de preços de 1960 existente no CDMJA refere-se que o seu peso é de 85 gramas.

 

Esta e outras execuções escultóricas (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/clariano+casquinha+da+costa) colocam Clariano Casquinha da Costa ao nível dos melhores modeladores da FLS, como Armando Mesquita (1907-1982), e da cerâmica portuguesa.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18

20
21
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar