Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Dezembro 25 2016

Cinzeiro ou alfineteira em porcelana de terceiro fogo, com cerca de 2,4 x 12 x 14,2 cm., realizada na oficina Xis Cerâmica de Autor. Apresenta pontilhado a verde, e em relevo, sobre o vidrado com um pequeno traço a dourado no canto superior direito.

 

Note-se como o motivo evoca alguns dos elementos que surgem nos XX Dessins de Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918), os quais foram reproduzidos em peças da VA, por encomenda da Fundação Calouste Gulbenkian, na primeira década deste século.

 

Fundada em 2004 por Ivo Ximenes Correia (n. 1981), esta oficina surge no seguimento da tradição cerâmica instituída por seu pai, Armando Correia (n. 1936), e conta também com a colaboração de seu irmão Ruben Ximenes Correia. A última colaboração, documentada, destes dois irmãos com seu pai parece remontar a 2008.

 

Para mais informações sobre esta oficina confira-se: http://caldasgiftshop.com/ivo-ximenes-correia/ .

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 24 2016

 

Prato em porcelana da Vista Alegre, com cerca de 19,8 cm. de diâmetro, reproduzindo um detalhe da obra A Virgem da Rosa e o Menino, de Simon Vouet (1590-1649), que se encontra no Museu de Marselha, França.

 

Com uma edição registada de 60.000 exemplares, esta peça foi executada há precisamente vinte anos, para comemorar o Natal de 1996.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 17 2016

 

Estatueta em porcelana da Vista Alegre, com cerca de 21,4 cm. de altura, representando uma figura feminina em trajo regional do Douro Litoral e ostentando a marca VA correspondente ao período de 1947 a 1968.

 

Como já foi anteriormente referido (http://mfls.blogs.sapo.pt/190317.html), esta peça integra um conjunto de treze figuras regionais que o consagrado escultor, modelador e gravador coimbrão Cabral Antunes (1916-1986) criou para esta empresa, em 1956.

 

Através de uma análise comparativa, é possível verificar como o exemplar em biscuit da Sociedade de Porcelanas ilustrado no referido artigo apresenta inegáveis semelhanças estilísticas com estas estatuetas da VA.

 

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 11 2016

 

Dois pequenos pratos decorativos em porcelana produzidos pela Porart, Porcelanas Artísticas Portuguesas, na primeira metade da década de 1980.

 

Esta empresa, com sede em Bárrio, Alcobaça, foi fundada em 1978 tendo-se dedicado particularmente às pequenas peças decorativas, na tradição dos bibelots que se popularizaram durante a maior parte do século XX.

 

Produziu, no entanto, loiça de mesa, havendo conhecimenso de diversos serviços de chá e café com decoração complementada a ouro.

 

 

Em primeiro lugar, apresenta-se uma cromolitografia que reproduz uma imagem concebida em 1502 por Albrecht Dürer (1471-1528). 

 

De seguida, uma ilustração alusiva a um dos doze signos do Zodíaco - Aquário, que corresponde às datas que decorrem entre 21 de Janeiro e 19 de Fevereiro.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 13 2016

 

Conjunto de pires e chávenas de café, em porcelana da Vista Alegre, apresentando motivos criados, na viragem do século XX para o século XXI, pela artista plástica Sofia Areal (n. 1960).

 

Ao contrário do que acontece nas chávenas, que têm cerca de 5,6 cm. de altura e também 5,6 cm. de diâmetro, a decoração dos pires, que têm cerca de 11,6 cm. de diâmetro, remete claramente para a gramática pictórica do conceituado pintor catalão Joan Miró (1893-1983).

 

Consulte-se o site da artista aqui: http://sofiaareal.com/sofiaareal/.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 08 2016

 

Pequena jarra, com cerca de 9,3 cm. de altura, da Sociedade de Porcelanas, Coimbra.

 

Apresentando um invulgar tronco pentagonal, ostenta numa dessas cinco faces decoração vegetal, em relevo moldado, que está sublinhada com delineação a verde, aplicada manualmente.

 

Note-se, ainda, como a referenciação do formato, J29, replica o sistema utilizado na Electro-Cerâmica do Candal (http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-ccv-309389), de Vila Nova de Gaia, que a partir de 1945, tal como a SP, passaria a integrar definitivamente o grupo Vista Alegre.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Setembro 01 2016

 

Açucareiro em porcelana, com cerca de 9 cm. de altura, produzido na fábrica SPAL, de Alcobaça.

 

Apresentando uma decoração floral estilizada característica das décadas de 1960 e 1970, e da cultura pop, ostenta na base a marca da distribuidora alemã Krömer-Zolnir, que terá encomendado a sua produção. 

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 09:01

Julho 17 2016

 

Castiçal em porcelana da Vista Alegre, com bobèches amovíveis, medindo cerca de 18,9 x 25,2 x 5,1 cm.

 

Esta peça ostenta a marca correspondente ao período de 1947 a 1968.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Maio 07 2016

 

Pequena caixa, com cerca de 6,4 cm. de altura e 7,5 cm. de diâmetro máximo, produzida em porcelana pela fábrica Artibus, de Aveiro.

 

Mais um exemplo da alta capacidade técnica e decorativa desta fábrica aveirense, numa peça onde se associa o corpo em biscuit com uma secção esmaltada a azul turquesa, para fazer ressaltar do conjunto a elegância de uma contida e harmoniosa decoração a ouro.

 

Embora não tenha sido exposta, esta peça teve a sua imagem reproduzida no catálogo da exposição Portuguese Ceramics in the Art Deco Period, realizada nos EUA em 2005.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Abril 24 2016

 

Par de pequenos castiçais, com cerca de 5,1 cm. altura e 7 cm. de diâmetro máximo, em porcelana da Vista Alegre.

 

Não é vulgar encontrar este modelo de castiçal com tais tonalidades. O mais comum é apresentar o fundo branco de porcelana decorado a dourado, ou outras cores, como se pode observar no catálogo do III Leilão Vista Alegre, realizado em 1999.

 

Nesse leilão, o lote 286, correspondente a dois castiçais, foi licitado por 30.000$00 (cerca de 150 euros).

 

Muitas vezes, as histórias dos antiquários, ou mesmo das famílias que se desfazem de peças sobre as quais a memória da sua origem se desvaneceu, são negligenciáveis quanto a uma indicação segura de proveniência das mesmas.

 

Neste caso, sem reparar certamente nas suas cores, a antiquária assegurou que os exemplares provinham de uma família de antigos diplomatas. Uma proveniência aliciante para justificar esta combinação cromática, onde surgem as cores nacionais.

 

Se considerarmos ainda que a Vista Alegre produziu, e produz, várias peças por encomenda institucional, e a isto somarmos o facto de existirem documentos comprovativos do facto de Raul Lino (1879-1974) haver desenhado, por exemplo, peças da VA para a Legação de Portugal em Berlim, no início da década de 1940, poderíamos ter uma explicação sedutora e plausível para esta decoração.

 

Pena é que a etiqueta presente numa destas peças se assemelhe mais a um registo comercial do que a um registo de inventariação institucional...

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar