Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Fevereiro 04 2015

Prato raso estampado sob o vidrado, a castanho, com o motivo Congo.

 

Curiosamente, este motivo conjuga três características bem díspares – o nome, de inspiração africana, a paisagem lacustre ou fluvial da reserva, de inspiração romântica europeia, e a decoração floral, de inspiração oriental.

 

Embora tal não esteja assinalado, pelas suas características e peso, a pasta parece corresponder à categoria de pó-de-pedra, habitualmente designada como granito (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/60905.html).

 

A publicação pontual deste artigo surge por ocasião da mais recente reunião da Direcção da AALS, que decorreu no passado fim-de-semana, pretendendo transmitir um particular agradecimento a Clive e Emma Gilbert, pela peça que aqui se apresenta, e a José Carlos Roseiro e Luísa Bivar Roseiro, pela hospitalidade dispensada a todos os membros deste órgão presentes no evento.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Boa noite, podia dizer em que período foram começados a ser produzidos o motivo " Congo"
Obrigado
Célia a 10 de Março de 2015 às 20:18

Boa tarde.

Desconheço qualquer documentação que permita datar com absoluta certeza o início de produção deste motivo na FLS.

Diria, no entanto, que os primeiros exemplares conhecidos, onde se incluirá o presente prato, datarão da década de 1880.

Saudações.

Boa noite! Agradeço a sua atenção. Gostaria de colocar mais uma questão, a foto que aqui apresenta, referente ao carimbo do motivo Congo, é " Fabrica de Santarém", ou " Real Fabrica de Sacavém", é que não está nítido?
Cumprimentos
Célia a 14 de Março de 2015 às 20:43

Boa noite.

A marca não é, certamente, da "Fabrica de Santarém", como por lapso referiu.

Mas, sim, corresponde de facto a uma das variantes das marcas da Real Fábrica de Sacavém, estando ainda complementada com a inscrição SACAVEM, sobreposta à âncora, e uma estrela pentagonal, incisas na pasta.

Poderá ver uma marca similar, mas não exactamente igual, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/3635.html.

Saudações.

Boa noite,
A minha duvida consiste em datar uma peça com o motivo Congo, que para além da marca relevada com a ancora (1880-1885),têm a marca estampada Fabrica de Sacavém (1865-1870).Pode dar uma ajuda?
Obrigado
Célia
Célia a 16 de Março de 2015 às 23:37

Bom dia.

Desconheço os documentos, ou os pressupostos, que serviram de base ao estabelecimento de datas específicas, para as marcas do período da Real Fábrica de Sacavém, pelos peritos do Museu de Cerâmica de Sacavém.

As datas registadas pelas publicações mais recentes, como o catálogo da exposição Porta Aberta às Memórias, volume I (2008), referem os períodos de 1863-1870 para a marca estampada e 1880-1885 para a marca relevada (em relevo positivo) da âncora.

Como poderá verificar na página 284 do referido catálogo, os responsáveis do MCS expressam a sua incerteza quanto à possibilidade de datação exacta das peças que apresentam tais marcas em simultâneo.

Obviamente, uma peça que apresenta uma marca incisa dificilmente poderia apresentar uma marca estampada (mesmo que fosse sob o vidrado) de um período anterior, pois a marca incisa na pasta é aposta quando esta ainda está macia e moldável e a marca estampada quando nos encontramos já na fase do biscoito.

Significa isto que se aceitarmos as datas de 1880-1885 para a marca incisa, tal invalidará a atribuição de uma data anterior à peça, mesmo partindo das eventuais datas de 1863-1870 consagradas à marca estampada.

Além disso, a situação torna-se ainda mas confusa quando constatamos que o prato apresentado neste artigo ostenta a referida marca estampada e a marca SACAVEM, sobreposta à âncora, incisa, i.e. em relevo negativo...

Resumindo, de acordo com o actual conhecimento das marcas, dos motivos do período da Real Fábrica de Sacavém e da documentação da época, não é possível atribuir, sequer, uma data precisa à introdução do motivo Congo na produção da fábrica e, menos ainda, uma data específica para a produção de cada peça, a não ser que tal esteja expressamente indicado (como se pode verificar, explicitamente, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/15648.html , ou, implicitamente, aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/3635.html ).

Saudações.
blogdaruanove a 19 de Março de 2015 às 16:56

mais sobre mim
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28


arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar