Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Fevereiro 21 2015

 

Peça em porcelana, com cerca de 10,6 x 13,8 x 8,2 cm., produzida na fábrica da Vista Alegre, em Ílhavo.

 

Embora este exemplar apresente a marca correspondente ao período de 1947-1968, sabe-se que o modelo foi aprovado pelo director artístico da VA, J. Cazaux (datas desconhecidas), em Maio de 1942.

 

Um verbete da VA onde se encontra o habitual registo de produção anota a data de criação como sendo 1941 e na secção de dados dados históricos refere ainda o nome C. Han (?) e o preço de 25$00. Estaremos, assim, perante um modelo de outra fábrica que a VA terá adquirido e adaptado para a sua produção, prática que não era nada invulgar, não só na VA e nas empresas cerâmicas portuguesas como nas internacionais.

 

O mesmo verbete classifica esta peça como sendo um "Floreiro" e refere a sua designação como "Golfinho", correspondendo ao desenho P.2124. Regista ainda que o preço de custo de um exemplar branco era de 5$40, de um exemplar pintado e com complementos a ouro de 18$60, ascendendo o preço de venda deste último a 22$00.

 

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 23 2012

 

Porque é Natal, afasta-se esta entrada das habituais produções cerâmicas, num gesto de saudação a compagnons de route que se dedicam à cerâmica mas também abordam outras temáticas – a Maria Andrade, do Arte, Livros e Velharias (http://artelivrosevelharias.blogspot.pt/), e o Luís Montalvão, do Velharias (http://velhariasdoluis.blogspot.pt/).

 

Para eles aqui fica uma imagem inédita, e algo distinta das representações indo-portuguesas mais conhecidas, de um Menino Jesus Bom Pastor. Com efeito, relativamente a essas representações, nota-se aqui a falta do cordeiro sobre o ombro esquerdo, vêem-se as mangas descobrindo os cotovelos, surgindo ainda a mão direita numa posição pouco vulgar.

 

Sempre que observo esta peça, penso na posição da mão direita do São Jerónimo pintado em 1521 por Albrecht Dürer (1471-1528), o qual está patente no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa (http://www.mnarteantiga-ipmuseus.pt/pt-PT/exposicao%20permanente/obras%20referencia/ContentDetail.aspx?id=215), pelo que tendo a esquecer a inspiração budista da posição, do trejeito e da beatífica expressão facial presente na maioria das imagens destas pequenas esculturas (http://velhariasdoluis.blogspot.pt/2012/07/menino-jesus-bom-pastor.html).

 

São Jerónimo (1521), por Albrecht Dürer (1471-1528). © M.N.A.A., Lisboa.

 

Não fiquem por esta dedicatória prévia ressentidos os autores de CMP* (http://ceramicamodernistaemportugal.blogspot.pt/) e de MUONT (http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/), pois para eles, tal como para os anteriores, se seguirão imagens expressamente dedicadas nos outros cinco artigos que hoje serão publicados. 

 

Esta quadra será também a mais adequada para apresentar particulares agradecimentos a Hector Castro, que teve a gentileza de começar a partilhar neste espaço diversas imagens da sua extensa e notável colecção de peças de Sacavém, e a Clive Gilbert, que nos passou a honrar com a publicação das suas memórias.

 

Para todos eles, e para todos os visitantes do MAFLS, aqui fica ainda esta belíssima ilustração de Laura Nogueira Costa (activa nas décadas de 1920 a 1950), executada para um bilhete postal emitido pelos CTT em 1942 e intitulado Adoração do Menino, com os desejos de Felizes Festas.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 00:01

mais sobre mim
Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds