Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Dezembro 20 2015

 

Prato moldado e relevado, em faiança da Sado Internacional, de Setúbal, comemorativo do Natal de 1973.

 

 

 © MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Maio 12 2013

 

Grande prato de parede, com  cerca de  35,2 cm. de diâmetro, apresentando microcristais sob o vidrado.

 

Executado em 1973, numa oficina não identificada, ostenta no tardoz a assinatura Esmeralda.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Dezembro 15 2012

 

Painel de azulejos da fábrica Ceres, Coimbra, exibindo uma figura feminina de inspiração neo-realista produzida na oficina de Vasco Berardo (n. 1933) durante a primeira metade da década de 1980.

 

Fundada em 1956, a empresa Ceres começou o seu declínio em finais do século passado, acabando a fábrica por encerrar em 2006. Esta ainda reabriu e retomou a sua produção em 2008, mas a insolvência da empresa veio a ser declarada em Março de 2010.

 

Vejam-se algumas fotografias das suas instalações abandonadas no site colectivo que melhor documenta a degradação do património português: http://www.lugaresesquecidos.com/forum/viewtopic.php?f=12&t=1464.

 

Vasco Berardo celebrizou-se também pela execução de diversos trabalhos no âmbito da medalhística, tendo criado a sua primeira medalha em 1971. Logo no ano seguinte, na sua deslocação ao Brasil por ocasião do sesquicentenário da independência, o destacado coleccionador Marcello Caetano (1906-1980; primeiro-ministro, 1968-1974) escolheu três conjuntos de medalhas alusivas aos signos do zodíaco, executadas por este artista, como presente oficial para as entidades brasileiras.

 

Ironicamente, em 1973 Vasco Berardo veio a ser o autor da medalha comemorativa do terceiro congresso da Oposição Democrática, que contestava o regime do Estado Novo, e posteriormente um dos primeiros artistas a executar uma medalha que celebrava a queda desse regime, ocorrida em 25 de Abril de 1974.

 

   

                                                

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Novembro 06 2011

© MCS/CDMJA 

 

Fotografia apresentando uma vista parcial do stand da FLS na I FILDA, Feira Internacional de Luanda, Angola, realizada entre 6 e 21 de Dezembro de 1969.

 

Aqui se pode comprovar como o novo logótipo da FLS, que existia já desde, pelo menos, 1967 (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/63619.html), foi divulgado nesta feira.

 

Esta imagem é ainda particularmente interessante por documentar a comercialização, nesse ano, das estatuetas militares, quer da Guerra Peninsular quer da Idade Média, do barro Parian (sob a palavra Progresso surge o conjunto de Faunos anteriormente aqui reproduzido [cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/131483.html]), do motivo Faisão (Asiatic Pheasant) e do motivo Estátua (Cavalinho).

 

Complementarmente, note-se como a comercialização de loiça sanitária, aqui parcialmente ilustrada, representava uma parte muito significativa da promoção e consolidação da FLS. 

 

Abaixo reproduz-se o anverso de um exemplar da medalha executada por M. Patrício (datas desconhecidas) para comemorar a V FILDA, realizada em 1973, a primeira do certame enquanto membro da Union des Foires Internationales.

 

A reprodução da fotografia é uma cortesia do Museu de Cerâmica de Sacavém / Centro de Documentação Manuel Joaquim Afonso.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Janeiro 08 2010

 

Alfineteira, ou cinzeiro, de propaganda à casa comercial Domelo, em Sacavém, com decoração estampada por decalcografia.

 

É possível que a designação Domelo se refira ao restaurante homónimo onde, em 13 de Janeiro de 1973, foi realizado o almoço de aposentação do artista da FLS Álvaro Mendes Alves (1905-1996).

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18

20
21
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds