Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 01 2009

 

Grande prato de parede decorado com técnica mista de stencil, aerógrafo e pequenos toques de pintura manual, sob o vidrado. Os retoques de pintura manual foram realizados apenas para acabamento, a preto, nos focinhos dos animais.

 

A técnica de aerógrafo era já muito usada na cerâmica desde finais do século XIX e passou a ser aplicada frequentemente na FLS a partir do final da década de 1920, talvez por influência dos intercâmbios técnicos que a fábrica realizou com algumas congéneres alemãs e europeias, de onde recebeu alguns mestres e operários especializados nesta decoração.

 

Nesta peça utilizou-se uma técnica comum à serigrafia, que exige diferentes passagens para cada uma das cores, começando pelas cores mais claras. Aqui o preto foi colocado sem qualquer sobreposição, pelo que o castanho terá sido a última cor a ser aplicada. A técnica de aerógrafo nota-se particularmente no esfumado que aparece junto do recorte da base de algumas hastes e das orelhas dos animais.

 

Muito embora a decoração seja ao gosto Art Déco, nas cores e no tratamento estilizado dos animais, este prato será provavelmente da década de 1960.

 

Conhece-se um prato desta série com a decoração "Flamingos", em tons de rosa e lilás.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18

20
21
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar