Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Dezembro 31 2012

 

Jarra de Louis Dage (1873-1963), com cerca 11 de cm. de altura e 23,4 cm. de diâmetro máximo, em faiança e com aplicações de ferro forjado. 

 

Embora a sua actividade de ceramista lhe tenha merecido, em 1924, a designação de meilleur ouvrier de France, alguma da sua produção tenha sido expressamente realizada para as afamadas galerias Printemps, de Paris, e as suas peças integrem diversas colecções públicas e privadas, é muito escassa a bibliografia sobre a sua obra e pouco se sabe sobre Louis-Auguste Dage.

As suas criações cerâmicas, características do período Art Déco, apresentam vidrado espesso sobre o qual se aplicam muitas vezes decorações florais estilizadas. Menos vulgares são os exemplares com aplicação de ferro forjado, como o que se ilustra.

 

De acordo com algumas fontes, a inscrição manuscrita que se encontra na base desta jarra, VAL, corresponde à identidade do autor das aplicações metálicas, Eugène Val (datas desconhecidas), e o número, neste caso 69, ao modelo dessa aplicação.

 

Esta hipótese é consistente com outras peças conhecidas apresentando diferentes aplicações em ferro forjado, as quais ostentam também a mesma inscrição combinada com numeração diversa, mas não foi possível obter qualquer informação complementar sobre tal autor.

 

Vejam-se outras peças de Dage, em colecções portuguesas, aqui: http://modernaumaoutranemtanto.blogspot.pt/search/label/Dage.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 00:01

mais sobre mim
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18

20
21
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar