Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Janeiro 02 2019

 

Grande jarra da fábrica francesa de Pierrefonds ou, mais propriamente, como já foi referido, da Faïencerie Héraldique, de Pierrefonds, correspondendo ao formato 490.

 

As suas asas angulares remetem para a memória de algumas opções do movimento Arts & Crafts, em que se combinavam as peças cerâmicas, ou de vidro, com diversas intervenções e complementos em metal.

 

Embora a designação oficial da fábrica incluísse a especificação faïencerie, a sua produção cerâmica mais notável foi desenvolvida não em faiança mas em grés, tal como acontece com as duas peças agora apresentadas.

 

 

Pequena jarra, correspondendo ao formato 613 e com cerca de 8,6 cm. de altura, da mesma fábrica.

 

A opção pela tonalidade cor-de-rosa remete para o prestígio do rosa Pompadour, um rosa criado em honra de Madame de Pompadour (Jeanne-Antoinette Poisson, Marquesa de Pompadour, 1721-1764), que outras fábricas, como a Sarreguemines (https://mfls.blogs.sapo.pt/tag/sarreguemines), também aplicaram de forma revivalista no final do século XIX e princípios do século XX.

 

Vejam-se outras peças da Faïencerie Héraldique aqui: https://mfls.blogs.sapo.pt/tag/pierrefonds.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 00:01

Dezembro 29 2016

 

Pequena jarra em grés, com cerca de 11 cm. de altura, da fábrica francesa La Faïencerie Héraldique, localizada em Pierrefonds.

 

A combinação de um corpo de linhas curvas, naturalmente sugestivas da modelação artesanal (embora este exemplar tenha sido moldado), com remates angulosos remete para a execução de peças em metal e para um certa ideia característica da prática Arts & Crafts.

 

Tal prática surge também, pontualmente, na produção de outras empresas, como a francesa Denbac (http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/118998.html).

 

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 00:01

Dezembro 29 2012

 

 

Fundada em 1903 pelo conde Charles Henri Olivier Hallez d'Arros (1842-1904?), a fábrica La Faïencerie Héraldique depressa passou a ser popularmente conhecida pelo nome da localidade francesa onde se situava - Pierrefonds.

 

Apesar da sua designação, a fábrica produziu peças em faiança mas também em grés, sendo estas últimas as que mais contribuiram para sua consagração. O fundo cromático predominante era um amarelo mostarda, a que se sobrepunham os famosos cristais azuis, mas também surgiam, com menor frequência, peças com um fundo de uma tonalidade mais esverdeada, a que se sobrepunham cristais verdes.

 

Muito embora nem a modelagem das peças (são notáveis apenas duas ou três dezenas delas) atinja a qualidade estética da fábrica Denbac, nem o controle de  distribuição e crescimento de microcristais atinja a perfeição da fábrica Sarreguemines, a produção da fábrica Pierrefonds é considerada um expoente da cerâmica Art Nouveau de microcristais, sendo as suas peças avidamente coleccionadas hoje em dia.

 

   Página de um catálogo não datado da fábrica La Faïencerie Héraldique.

 

A tendência decorativa Art Nouveau sucedeu a uma primeira abordagem de revivalismo histórico, no seguimento do movimento Historismus da segunda metade do século XIX, e foi adoptada na fábrica com a chegada em 1912 do ceramista  Émile Bouillon (datas desconhecidas), o qual veio a adquirir a fábrica em 1937. Entretanto, a empresa recebera já uma medalha de prata na Exposition des Arts Décoratifs de Paris, em 1925.

 

O formato da jarra aqui ilustrada, com cerca de 27,6 cm. de altura, terá sido certamente concebido no período correspondente à actividade de Bouillon e, de acordo com a página de catálogo reproduzida acima, parece ter sido comercializado em três diferentes tamanhos, com os números – 389 (o de esta peça), 390 e 394, correspondendo este último a um exemplar com cerca de 40,5 cm. de altura.

 

Atingindo o seu apogeu entre as duas grandes guerras, quando simultaneamente com a produção de peças Art Déco voltou a adoptar formas e modelos revivalistas, a fábrica de Pierrefonds, como muitas outras na Europa e na América, começou a declinar no pós-guerra e acabou por encerrar em 1986 (http://fr.wikipedia.org/wiki/Gr%C3%A8s_de_Pierrefonds).

 

Conferir um artigo técnico sobre a vitificação cerâmica com cristais em: http://www.ceramicstoday.com/articles/hamer_crystals.htm.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 00:01

mais sobre mim
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar