Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Janeiro 03 2013

 

Jarra de Rambervillers, em estilo Art Nouveau, com assinatura manuscrita de Charles Catteau (1880-1966).

 

No catálogo de Rambervillers de 1905 surgem três jarras de Catteau – esta, com o número 27 e altura indicada de 18,2 cm. (este exemplar tem cerca de 17,7 cm. de altura), e ainda as jarras número 11 (a única que surge também nos catálogos de 1920 e 1931) e 29, surgindo posteriormente no suplemento de 1906 uma outra jarra com o número 42 e uma jardineira com o número 81. 

 

Estas cinco peças parecem resumir toda a colaboração deste conceituado ceramista, cujo nome é sinónimo da extraordinária produção Art Déco da fábrica belga Boch Frères / Keramis (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/211552.html) e raramente aparece associado a Rambervillers, com esta notável fábrica francesa.

 

A produção industrial de faiança em Rambervillers remonta a 1738, passando a fábrica herdeira dessa tradição a laborar também com grés a partir de 1850. Pouco depois, em 1863, cessou a produção de faiança.

 

A empresa que se gerou com essa transformação, a Société Anonyme des Produits Céramiques de Rambervillers não fugiu à influência da gramática decorativa da escola de Nancy, localidade vizinha, contando entre os seus colaboradores com vários expoentes dessa escola e do movimento Art Nouveau, tais como Louis Majorelle (1859-1929: cf. http://fr.wikipedia.org/wiki/Louis_Majorelle), que aqui assinou pelo menos seis peças, e Jacques Gruber (1870-1936; cf. http://www.ecole-de-nancy.com/web/index.php?page=jacques-gruber), que assinou pelo menos nove.

 

Aliás, esta jarra assinada por Catteau, embora numa forma mais depurada e despojada da maioria dos complementos vegetais relevados, evoca de certa maneira a jarra Ombelles, correspondente ao número 9 do catálogo Rambervillers de 1905 e com cerca de 49 cm. de altura, modelada em 1903 por Gruber.

 

                    

 

Administrada a partir de 1891 pelo engenheiro ceramista Jean-Baptiste-Alphonse Cytère (1861-1941; cf. http://www.ecole-de-nancy.com/web/index.php?page=alphonse-cytere), a fábrica entrou então num perídodo áureo durante o qual executou diversas peças que surgem como paradigma do melhor que se produziu em cerâmica no estilo Art Nouveau.

 

Foi no início do século XX que Pierre-Roger Claudin (1877-1936) modelou uma das mais notáveis jarras da colecção da SAPCR – La Vague, acima numa versão exemplificativa do famoso azul irisado de Rambervillers, a qual surge já, numa das duas versões de diferentes dimensões – 26 cm. (o exemplar aqui apresentado tem cerca de 27,4 cm.) e 86 cm. de altura, ilustrando a capa do catálogo número 3 da fábrica, correspondente ao ano de 1905.

 

Veja-se um pequeno texto sobre a empresa, e a continuadora da sua tradição – Julie Bernaudin, aqui: http://www.ville-rambervillers.fr/gr%C3%A8s-flamm%C3%A9s.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 00:01

mais sobre mim
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar