Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 02 2018

 

Carapau em faiança ligeiramente relevada, com cerca de 18 cm. de comprimento, ostentando no tardoz apenas a inscrição, manuscrita, "Portugal". Apresenta ainda dois orifícios e um cordel para suspensão.

 

Obviamente, trata-se de um pastiche bem humorado das sardinhas bordalianas oitocentistas que têm vindo a ser recuperadas na cerâmica portuguesa deste primeiro quartel do século XXI.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 24 2018

 

Em plena celebração das festas dos Santos Populares, reproduzem-se hoje dois exemplares da vasta série de sardinhas de autor que a fábrica Bordalo Pinheiro tem vindo a comercializar nos últimos anos.

 

A decoração da sardinha Farol foi concebida por Ana Sofia Gonçalves (n. 1979) e a da sardinha Preia-Mar por Filipa Oliveira (datas desconhecidas).

 

O formato destes exemplares surgia já nas peças criadas no século XIX por Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905), seguindo a tradição cerâmica de Palissy (1510-c. 1590).

 

O conceito da sardinha enquanto ícone identitário do design contemporâneo português, comum às festas de Lisboa, à cerâmica das Caldas da Rainha e até a Portugal, foi propulsionado já no século XXI pelo gabinete Silva Designers (http://www.silvadesigners.com/).

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 14 2014

 

Sardinhas de suspensão, em faiança, com cerca de 19,1 cm. de comprimento máximo.

 

Não apresentam qualquer outra marca a não ser a inscrição PORTUGAL impressa em relevo no tardoz. Esta é uma característica comum a outras peças recentemente produzidas na região sudoeste das Caldas da Rainha que já foram aqui apresentadas (cf. http://mfls.blogs.sapo.pt/287372.html).

 

A primeira destas sardinhas, com o seu figurativismo realista, insere-se na tendência revivalista que, desde princípios deste século, tem caracterizado alguma recuperação já industrializada do artesanato português, como as andorinhas de parede, documentando os restantes exemplares uma tardia aproximação pós-modernista à decoração do formato.

 

É claro que o primeiro destes exemplares evoca também alguma da cerâmica bordaliana de oitocentos, a qual, por sua vez, remete para a tradição quinhentista do ceramista francês Palissy (1510-c.1590).

 

Servem estas peças para marcar a quadra dos Santos Populares – Santo António (13), São João (24) e São Pedro (29), que decorre durante este mês de Junho, e recordar o já consagrado evento gráfico que é o lançamento das sardinhas de Lisboa.

 

As sardinhas galardoadas este ano (http://www.festasdelisboa.com/2014/sardinhas/), e algumas outras, poderão ser vistas a partir de 18 deste mês no habitual espaço dedicado à sua exposição na Baixa de Lisboa (http://www.festasdelisboa.com/2014/evento/que-sardinha-es-tu/).

 

Entre as propostas vencedoras deste ano, note-se como, curiosamente, surge ainda uma sardinha que propõe um humorístico trocadilho através do pastiche revivalista da imagem de marca de um antigo dentífrico.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 13 2013

 

A propósito dos santos populares, de Santo António e das festas de Lisboa evoca-se hoje o património azulejar português e a memória de Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905), autor da iconografia do Zé Povinho aqui recriada, através da sardinha que Arminda Gomes Bernardino (datas desconhecidas) desenhou em 2012.

 

Apresentado pela primeira vez em 2003, este conceito da empresa Silvadesigners (http://www.silvadesigners.com/) tem-se consolidado como a imagem de marca das festas de Lisboa, alcançando projecção internacional ainda antes da implementação do primeiro concurso aberto a não profissionais, ocorrida em 2011.

 

No corrente ano foram submetidas a concurso 6.446 propostas, oriundas de 44 países, das quais se apuraram 151 finalistas que originaram 10 propostas premiadas – sete portuguesas, uma chilena, uma japonesa e uma italiana.

 

As primeiras sardinhas criadas pela empresa e as diversas criações posteriores, seleccionadas e premiadas desde que o conceito foi alargado a outros designers, podem ser vistas aqui: http://sardinhas.festasdelisboa.com/.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 13:13

mais sobre mim
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar