Memórias e Arquivos da Fábrica de Loiça de Sacavém

Setembro 01 2018

 

Azulejo em relevo, com cerca de  15,5 cm. de lado, ostentando a marca Sacavém no tardoz.

 

Para além do motivo, que concede à flor-de-lis um tratamento ao gosto Art Nouveau, com um relevo mais profundo do que o habitual na azulejaria da FLS, este exemplar tem ainda a particularidade de apresentar a sua tonalidade azulada aplicada a aerógrafo.

 

Entrando hoje no seu décimo ano de publicação, periódica e regular, o espaço MAFLS continuará a divulgar, semanalmente, peças de cerâmica portuguesa e eventos relacionados com a mesma.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 01:09

Julho 22 2018

 

Azulejo reproduzindo um desenho original de Júlio Pomar (1926-2018).

 

Produzida pela Fábrica Cerâmica Viúva Lamego, esta peça integrava uma edição de 5.000 exemplares lançada no âmbito da série Os Azulejos e os Oceanos, uma colecção de diversos azulejos de autor promovida pelo Banco Nacional Ultramarino e a Caixa Geral de Depósitos, no ano da Expo' 98, exposição mundial que decorreu em Lisboa e foi consagrada à temática dos oceanos.

 

Na Viúva Lamego, Pomar produziu ainda um outro azulejo da mesma série, mas com diferente desenho, intitulado Sereia II, em tons de preto e rosa. Curiosamente, Pomar havia já abordado a temática das sereias na cerâmica durante a década de 1950, período em que colaborou quer com a Cerâmica Bombarralense quer com a Secla, das Caldas da Rainha – https://mfls.blogs.sapo.pt/148664.html.

 

Veja-se um conjunto azulejar da série Os Azulejos e os Oceanos, também com desenho de uma sereia, mas da autoria de Maria Keil (1914-2012), aqui: https://mfls.blogs.sapo.pt/101747.html.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 14 2018

 

Termina na próxima segunda-feira, dia 19 de Fevereiro, o prazo para as inscrições, gratuitas, na conferência sobre a obra de Jorge Colaço, a realizar no Museu de Cerâmica de Sacavém, durante a manhã e a tarde do dia 26 de Fevereiro de 2018.

 

Veja-se a lista de oradores convidados aqui: http://mfls.blogs.sapo.pt/conferencia-sobre-jorge-colaco-397558.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Fevereiro 10 2018

 

Azulejo da fábrica da Corticeira, Porto, ostentando a legenda "A MULHER QUANDO SE METE / A FALAR NA VIDA ALHEIA, / COMEÇA NA LUA NOVA / E ACABA NA LUA CHEIA."

 

Como se sabe, estas quadras ao gosto dito popular surgiram com frequência na cerâmica portuguesa – particularmente em azulejos, lambrilhas e quadrinhos de parede, durante as décadas de 1940 e 1950.

 

A declamação de semelhantes quadras, com frases chocarreiras provocando ou criticando homens e mulheres, era ainda tradicional nas zonas rurais durante o período do Carnaval, ou Entrudo, que agora se celebra.

 

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Janeiro 24 2018

 

No dia 26 de Fevereiro de 2018, segunda-feira, entre as 09h30 e as 17h00, decorrerá no Museu de Cerâmica de Sacavém uma conferência inserida nas comemorações dos 150 anos do nascimento de Jorge Rey Colaço (1868-1942), notável pintor cerâmico que colaborou com as fábricas Lusitânia e Sacavém e é autor de diversos painéis azulejares, como os que revestem o Hotel do Buçaco, ou a estação de S. Bento, no Porto.

 

A entrada na conferência é gratuita e encontra-se aberta ao público em geral, mas requer pré-inscrição até ao dia 19 de Fevereiro de 2018, que poderá ser efectuada junto dos serviços da Câmara Municipal de Loures / MCS (carlos_pereira@cm-loures.pt), e estará limitada ao número de lugares disponíveis no auditório do museu.

 

O programa apresenta como moderadores Carlos Luís, Carlos Pereira e Conceição Serôdio, da CM Loures e do MCS, e como oradores convidados Ana Sousa, Augusto Moutinho Borges, Cláudia Emanuel, João Manuel Mimoso, José Meco, Maria Alexandra Gago da Câmara, Paula Azevedo, Pedro Almeida, Rosário Salema de Carvalho, Sílvia Santa-Rita, Teresa Verão, Tiago Borges Lourenço e Tomás Colaço.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Outubro 16 2016

 

Placa cerâmica decorada a stencil e esponjado, com cerca de 0,7 x 20,1 x 30,1 cm., comercializada pelo Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, no primeiro lustro do século XXI.

 

A nota impressa que originalmente acompanhava a peça apresenta a seguinte inscrição: "Azulejos / azul e amarelo / Adaptação livre a partir dos "Biombos Nambam" pertencentes à época clássica da Escola de Kano – Japão séc. XVI, XVII. Pormenor de detalhes do biombo atribuído a Kano Domi (1593-1600). / Ana Cordovil Wemans / M. N. A. A. 2 / IPM".

 

A autora deste motivo, que reinterpreta uma criação artística directamente relacionada com a presença dos portugueses e dos gaijin em solo nipónico durante os séculos XVI e XVII, a ceramista Ana Cordovil Wemans (n. 1956), dispõe de uma oficina própria de azulejaria, em Lisboa, e de um site onde ilustra a sua produção: http://www.anacordovil.com/home/projectos-realizados.

 

Uma vez que o tardoz se encontra revestido a aglomerado de cortiça, não é possivel identificar qualquer marca da fábrica / oficina que produziu esta placa cerâmica.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Julho 30 2016

 

Conjunto de azulejos decorativos, com cerca de 15,2 cm. de lado, ostentando decoração aplicada a stencil (chapa recortada) e aerógrafo sobre o vidrado.

 

No tardoz ostentantam, em relevo, a inscrição LUFAPO / Coimbra, que, como se sabe, correspondia a uma das marcas do grupo Lusitânia.

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 19 2016

 

Dípticos azulejares, executados em oficina não identificada, ostentando a assinatura de José de Sousa (datas desconhecidas) e a data de 2005.

 

 

Embora estes não sejam exemplares de produção industrializada e comercialização em larga escala, destinam-se obviamente a apelar a um público, eventualmente turístico, que identificará a tradição azulejar e o peixe como ícones de Portugal.

 

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 09 2016

 

Azulejo em relevo, com o motivo 17, apresentando mais uma das variantes cromáticas comercializadas pela FLS.

 

Tal como alguns dos exemplares anteriormente apresentados (http://mfls.blogs.sapo.pt/tag/azulejo+motivo+17), também este ostenta a inscrição SACAVEM moldada no tardoz.

 

© MAFLS

 

publicado por blogdaruanove às 21:01

Junho 04 2016

 

Par de azulejos em faiança, com cerca de 10,4 x 10,4 cm., produzidos na fábrica Aleluia, de Aveiro.

 

Estes motivos folclóricos estiveram particularmente em voga na produção da fábrica durante a década de 1950, podendo-se encontrar dois outros exemplos aqui: http://blogdaruaonze.blogs.sapo.pt/371206.html.

 

Tal como ali foi referido – "a recuperação e reformatação dos valores do folclore bem como a sua dinamização nas décadas de 1940 a 1960 está geralmente associada ao Estado Novo e aos vários organismos corporativos desenvolvidos pelo regime – SPN/SNI, FNAT, Casas do Povo."

 

"Um aspecto, contudo, é muitas vezes subvalorizado ou escamoteado na análise desse revivalismo. É que ele havia sido promovido já na década de 1920 por artistas como Bernardo Marques (1898-1962) ou Roberto Nobre, (1903-1969),  certamente na senda da recuperação de um imaginário popular europeu relançado anteriormente pelos Ballets Russes, de Diaghilev (Sergei Pavlovich Diaghilev, 1872-1929), e rapidamente aplaudido, acarinhado e  adoptado pelos modernistas."

 

© MAFLS

publicado por blogdaruanove às 21:01

mais sobre mim
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

pesquisar
 
subscrever feeds